Menu:
03/out

A Random Girl mora no centro de São Paulo. Quando digo centro de São Paulo, é centro mesmo, onde o universo das compras impera. Sempre quando dou uma passeada pelo bairro, especialmente nas tardes tristonhas de sábado, dou uma olhada nas vitrines, vejo algum look bacana e praguejo por não ter dinheiro para comprar nada. Mas, ultimamente, desde a temporada de inverno, me deparo com o mesmo detalhe inserido em diferentes peças de roupas e bijuterias: as corujas.

 

Se você ainda está viciada em animal print, saiba que a onda das corujas ganhou mais visibilidade que as estampas de onça, zebra, cobra, etc. Peças que tenham o desenho da ave se tornaram itens obrigatórios no guarda-roupa e, confesso, fui pega de surpresa pela preferência um tanto quanto espantosa dos bons entendedores de moda quanto a essa novidade, nem tão nova assim.

 

Onde abriram o corujal?

 

Para uma fissurada em Cavaleiros do Zodíaco (desde sempre), aprendi que corujas são símbolos de sabedoria da Deusa Atena e esta ideia tão real e linda se intensificou quando Rick Riordan criou Annabeth Chase, a filha da Deusa no livro Percy Jackson e os Olimpianos.

 

Contudo, a mulherada não se importa se a blusa tem uma coruja gigantesca ou uma menorzinha, da mesma forma que adornam mãos, pulsos e pescoço com o animalzinho bicudinho, símbolo de pessoas que não dormem (e para alguns de mau agouro!). Aqui no centro de São Paulo, elas estão em peso e minha mãe sempre aparece com alguma peça que, por vezes, deixa de ser novidade porque todo mundo as têm, como esta ao lado.

 

Uma das minhas Random Girls favoritas é viciada por corujas e, se pudesse, garanto que ela faria um fã-clube para as aves. Ela é completamente apaixonada! Quando digo que Mary Barros (aka Person) ama as corujinhas, é porque ama mesmo. Este post é inspirado em um comentário dela, com direito a muitas cervejas, sobre como elas viraram o trend da moda urbana.

 

Dessa forma, ninguém melhor para representar a moda coruja do que minha Random Girl, pois elas caíram no gosto popular (algo que minha Person não curtiu) e imperam nas vitrines dos bairros mais movimentados de São Paulo.

 

Veja estas peças lindas (algumas foi eu que presenteei, claro), com estampas que dá vontade de apertar. As duas fotos não representam a metade de artefatos de coruja que a Person possui.

 


O símbolo de sabedoria da Deusa Atena virou peça obrigatória. Embora eu prefira um toque de animal print para pagar de tigresa (só nos sapatos, que fique bem claro!) também gosto das corujinhas, mas tenho poucos itens e apresento meus favoritos (o anel é mimo!).

 

 

Seja com anel, blusa, colar, a moda agora pertence às corujas. Já aderiu a sua?

Random Girl
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Mammy

    Assim que abri o post logo imaginei que a minha metade seria citada, afinal não conheço outra pessoa que ame mais as corujas do que ela!

    E só pra constar, acho que está faltando um anel nessas fotos ahahahah

    beijoo mammy

  • Person

    Comoproceder com a emoção que sinto????
    Corujismo e Lady Maricota, agente se vê por aqui!

    DUH, nem preciso dizer o que achei né! E minhas owl itens ai ilustrando, com certeza não é nem 1/3 do que tenho, tu bem sabe!!

    Love ya

    OWL WE NEED IS OWL xd