Menu:
31/dez

E cá estamos no fim de 2012. Eu sempre tive o dom de reclamar o quanto meus anos são ruins, mas, no caso deste, a maré me guiou por caminhos inesperados para enfrentar o receio único que desenvolvi desde meu primeiro e único estágio: escrever. Essa palavra foi meu verbo de ordem para fazer muitos dos meus dias melhores e eu descobri que, quando não escrevo, pareço uma barata tonta sem ter o que fazer.

 

O mais estranho deste ano é que só lembro do mês de setembro até dezembro. Eu não lembrava da metade das coisas que fiz para montar o “infográfico” do meu 2012. Parece que vivi 365 dias de puro transe. Não recordava da estreia de Jogos Vorazes, nem que me formei, nem muito menos que fiz TCC ou arranjei um emprego. Eu tive que recordar em insights enquanto arrumava meu quarto o que vivi este ano e me vi em um misto de horror e indignação por achar que fiz, por exemplo, minha monografia no ano passado. Diante da minha irmã, me perguntava: “mas será que foi este ano mesmo?”.

 

De volta aos 365 dias de 2012, apresento alguns fatos que aconteceram na vida da Random Girl e que foram muito importantes. Não deu para colocar todos, pois a imagem seria enorme (o que ela já é), mas levei em conta meus insights durante a faxina e ilustrei os momentos preciosos que vivi, além dos posts lindos (reviver a década de 90 e suas boy e girl bands foi muito nostálgico).Foi realmente divertido participar do Dia do Fã e dos eventos de Jogos Vorazes. Foi recompensador se formar tendo a glória de fazer um TCC sobre Harry Potter. Foi incrível assistir a mais um show da minha banda do coração que é o Snow Patrol

 

 

Este foi o ano que resolvi perder o medo de escrever e abri as portas do meu blog para que outras pessoas o conhecessem. Não é grande coisa, mas eu me esforcei bastante para mantê-lo e é um orgulho bem grande não tê-lo deletado. O impulso maior foi fazer as redes sociais que me pôs em prova se eu levaria um milésimo blog a sério, sem contar o domínio .com.br, e a ajuda das amigas que contribuíram com posts perfeitos dando vida ao Random You.

 

Neste meio tempo ainda fui fangirling e persegui Ian Somerhalder e cai aos pés de Kat Graham que segue o Random no Twitter e me respondeu lindamente em um chat. Mesmo não indo vê-la, meu primeiro livro de Jogos Vorazes tem o autógrafo lindo da Isabelle Fuhrman… Ainda tive tempo de chorar com as despedidas de One Tree Hill, série que foi reflexo do meu crescimento, e dos Pond, meus amados de Doctor Who.

 

E, para provar que escrever foi a ordem, terminei uma fic de 64 capítulos, escrevi uma meia história para o NaNoWriMo e bati as 50.000 mil palavras, e tive um surto ao som de Imagine Dragons e comecei a escrever meu próprio livro. É muita coisa para lembrar, mas 2012 foi realmente muito bom. Eu passei por tantas dificuldades que elas me cegaram diante de tantas conquistas que jamais imaginei que fosse capaz de conseguir. Confesso que tenho até medo do que 2013 me reserva.

 

Meu verbo de ordem em 2012 foi escrever e em 2013 este continuará a ser o verbo. Espero que o 2012 de vocês tenha sido tão mágico quanto o meu.

 

Feliz Ano-Novo, Randoms! E, em 2013, abrace o lema da Random Girl e encontre sua inspiração.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Ownnnnnnn love* Yeah, you told me!

  • I wont tell u again "I TOLD YA" LOL
    At the end it was a good year my person

    Bring it on 2013

    LOVE U