Menu:
10/dez

Se The Vampire Diaries estivesse na HBO já teria virado um poço de nudez como True Blood. Se você pensou que o sexo entre Delena tinha chegado ao fim, a cena de abertura reforçou o que aconteceu na semana passada entre o casal. Não me aprofundarei neste tópico, pois ainda acho essa relação a maior forçada de barra. Sem contar que não vejo nada de bonito na maneira como deram um plot para Damon e Elena, jogado no ar, por um motivo intrinsecamente (quase) sexual. Foi tão fácil eles se juntarem que era óbvio que as coisas começariam a dar errado.

 

O papo de elo perdurou o episódio inteiro. Usando as palavras de Caroline, a puppy Elena estava mais intragável que o normal, pois toda aquela sensação de alegria foi extremamente falsa e forçada. Não coloco Damon neste quesito como o responsável, porque ele não tem nada a ver com isso. Sabe o que é assistir a um episódio inteiro e ficar irritada com toda cena em que ela aparece? Foi bem isso que aconteceu. Ela pode renegar e amar os Salvatore quanto quiser, mas dar uma de biruta para cima das amigas? Ah! Me desculpem! Isso foi ridículo! Ainda mais quando se trata de Caroline, a única sensata até agora com essa história de ligação e lealdade.

 

Damon e Stefan conduziram o episódio em nome dos velhos tempos. Eu acho que só eles deveriam ter aparecido, pois o resto da trama foi praticamente dispensável. Eu sinto falta das interações Defan, com sarcasmo, bons drinques e reclamações da vida vampiresca. O flashback meio que resgatou essa sensação, especialmente a dependência de Damon com relação ao irmão mais novo, algo que precisa ser mais trabalhado na série. Mas fora da realidade alternativa, ambos me deixaram extremamente descontente por causa da neura com relação à Elena.

 

Stefan está magoado porque levou um pé na bunda. Damon está nas nuvens por ter conseguido ficar com a garota dos sonhos. Foi muito bom ver o Salvatore mais velho feliz da vida, mesmo sabendo que a alegria logo se desvaneceria. Mas o ponto da minha tristeza foi o fato de Stefan ter sido bem petulante por  não ter poupado o verbo para julgar Damon pela escolha da ex-namorada, sendo que ele não provocou (em partes) o término deles.

 

Tudo bem, teve o elo de sangue, mas quem anda maluca da cabeça é Elena e não Damon. Foram tantos julgamentos que eu comecei a ficar com sono. Entendo que Stefan está magoado e tudo mais, mas essa aflição entre os dois por uma garota que não vale a pena é lamentável. Isso muda a personalidade real deles, aquela que me apaixonei na primeira temporada. Agora, só vejo dois beberrões chorando pela mesma mulher e isso já encheu o saco.

 

Por outro lado, Damon devolveu todas as indiretas de Stefan com muita classe e isso gerou pequenos atritos entre os irmãos no decorrer da saga à procura da bruxa que quebraria o elo dele com Elena. Eu só achei que o Salvatore mais velho aceitou muito fácil se desprender da vampira, sabem? Nas cenas Delena do começo do episódio, achei que eles perdurariam por mais tempo, pois, considerando apenas a parte de Damon, ele estava feliz e isso foi algo honesto. Damon sempre a amou e foi bem pontuado por parte de Stefan que esse sentimento é tão intenso ao que ele sente por ela também.

 

Foi realmente de doer o coração ver a expressão de decepção de Damon ao saber que, pela milésima vez, Stefan tem razão sobre o “bem-estar” de Elena. Eu achei que o Salvatore mais velho mentiria, de verdade, sobre as bolsas de sangue e me espantou bastante ele ter sido honesto com o irmão.

 

O que ficou claro neste episódio é que as pessoas não conhecem Damon de verdade e isso vem desde Stefan. O Salvatore mais novo julgou e quebrou a cara no final das contas ao saber que o irmão abriu mão dele em Nova Orleans. Por mais que represente o lado mais velho, Damon dá muito valor ao irmão que tem, mesmo que não expresse. É mais seguro, né? Por causa de tanta maldade que fez ao longo da sua carreira como vampiro, as pessoas não o levam muito a sério. E é mais fácil ficar na defensiva, pois, se ele magoa Stefan, fica mais fácil reverter com o velho discurso “sou egoísta, eu te avisei e mimimi”. Ficou nítido que ele é dono de bons sentimentos, mas sempre vai se defender na redoma de falsidade ideológica à procura do seu bem-estar. Afinal, é mais seguro para ele.

 

Porém, a redoma que envolve Elena sempre será um ponto muito delicado entre os dois. Damon fica chato com ela assim como Stefan. Eles abrem mão de muita coisa por causa de uma garota que não dá valor a nenhum dos dois. Eu sabia que Damon acabaria com cara de tacho, sofrendo mais uma vez por causa dela e isso me revoltou de uma maneira absurda. Como disse, ele estava verdadeiramente feliz por ter a garota, mas jogar na cara dele que foi tudo falso e que, supostamente, Elena não agiria com tanto fervor para cima dele foi muito pesado para quem nunca teve uma chance verdadeira com ela. É o que sempre digo, gente, Damon sempre vai se dar mal e eu lamento muito com quem comemora um sucesso desse. O que acontece com ele agora é uma mancada sem escrúpulos. Será que não cansam de trollá-lo tanto?

 

Para não dizer que ficou mal, a explicação do elo é muito simples: ele muda como você age, mas não como você se sente. Tyler colocou as cartas na mesa sobre o assunto e deu para engolir a informação, pois se tornou uma forma de Damon sofrer menos pelo amor excessivo de Elena. Todo mundo sabe que ela gosta do Salvatore e vice-versa, mas não dá para medir a real intensidade desse sentimento sem o elo. Porém, o amor sempre existiu e a temporada passada confirmou isso. Mas, como tudo tem que ser trágico para Damon, está nos ombros dele a decisão de abrir mão da garota. Ele tem duas opções: viver na falsidade do excesso de amor de Elena ou sofrer sozinho ao abrir mão dela.

 

Nos dois casos, ele sofrerá do mesmo jeito. Estando com Elena, Damon pode aproveitar o momento, pois ela está feliz e saltitante com seu novo relacionamento. Mas viver uma mentira seria mais doloroso que abrir mão de uma pessoa que se ama? Eu opto pela primeira opção, pois Damon sabe que se não “libertar” Elena, viverá uma mentira intensificada pelo elo, mesmo tendo plena noção que ela o ama, mas de uma maneira menos densa como agora. Sem contar que ele perderá o irmão. Será que vale realmente a pena?

 

Isso é muito complicado e só vai gerar mais atrito sem necessidade, sendo que o plot central nem é esse. Se é que ainda há um, pois as coisas começam a se desvirtuar em TVD. Uma coisa é óbvia, ele não vai abrir mão dela e vai curtir seu momento por se achar no direito e por amá-la muito também. E vai magoar Stefan, porque ele é egoísta e mimimi.

 

Mas vamos falar de coisa boa, né gente, porque esse triângulo amoroso é quem deveria entrar em hiatus e não a série. Caroline manteve seu espaço e eu até que senti falta de Klaus. A garota inconformada gerou ótimos risos por causa da esquisitice de Elena e eu bati palmas em todas as diretas lançadas à vampira chatinha. Elena merece ouvir umas boas verdades nessa vida, tá pensando o quê? Nada mais certo do que ser pela minha linda que não perdeu nenhuma chance para botar o cavalinho na tela. Well done!

 

Tyler me impressionou neste episódio por ter revelado mais seus instintos de lobisomem, mesmo sendo uma marionete dos planos de Hayley e do professor Shane sem saber. Sem dúvidas, a melhor cena do episódio foi dele, onde ele enfia a estaca na desaforada da Kim e todos se submetem a ele. Meu! A cena foi muito perfeita. Merecia aplausos de todos de Mystic Falls. Se a pegada do personagem continuar assim, vai ser um estouro. Chega de pagar a passiva né, Tyler? Até Jeremy tomou rumo na vida!

 

E deu-se início ao novo ciclo de bruxaria de The Vampire Diaries. Vamos usar a expressão que não é magia negra. Ok! (pausa para respirar fundo). Uma coisa que me deixa enfurecida com a série é que as pessoas se conformam muito rápido. Só Damon parece ser o único capaz de sentir ainda a morte de Ric, por exemplo. Bonnie aceita ajuda de um estranho e não deveria, independente do envolvimento dele com Sheila. Tyler vai na fé de Hayley e vai terminar o dia comendo areia. Reforço Damon que aceitou rápido quebrar o elo com Elena. As pessoas da série são feitas de ferro ou não têm coração. Um povo totalmente sem um pingo de sentimentalismo que não envolva o próprio umbigo.

 

De boa, falta na série uma pegada mais humanizada, por mais que metade do cast seja sobrenatural. Todos são jovens e formandos, cadê o sentimento? Todo mundo só sofre nessa cidade, peloamor!

 

Vamos pelas contas: 12 híbridos. Uma bruxa. Um elo. E cadê a cura? Engraçado como as coisas somem da série, né? Fico abismada com isso. A cura que era um fator tãoooo de vida ou morte para Stefan virou uma lembrança no mundo em que vampiros e lobisomens querem quebrar seus elos submissos. Liguem para o Christian Grey, porque ele vai curtir esse papo de submissão.

 

Depois deste episódio, me pergunto por que diabos mataram a Lexi. Ela estava linda no flashback e merecia ter ficado viva. A dedicação dela por Stefan, para tentar reeducá-lo como vampiro, faz dessa amizade mais linda do que eu imaginava. Mesmo ela odiando Damon, algo que dá um toque engraçado, ela conseguia colocar sensatez na cabeça do Salvatore mais velho, mesmo sem querer, e isso foi muito bacana de terem colocado.

 

Enfim, não me animei com nada deste episódio e espero dias melhores (como o hiatus).

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Olá Random, estou aqui para comentar mais uma review fodástica que você escreveu sobre TVD, você está de parabéns, pois nem sempre todo mundo tenta entender os dois lados como você está fazendo, pois é muito fácil assistir a série e defender somente um lado e tacar pedra no outro, como a maioria do fandom faz né ?? Mas vamos falar do episódio…

    Sobre a cena de abertura, quando vi eu pensei : mas que merd@ é essa ?? o que estão fazendo com o casal Delena ?? parecia uma mistura bizarra de 50 Shades of Grey com True Blood sabe (nunca assisti a serie, mas li os livros de 50 Shades xD) ?? a cada vez que vejo o que estão fazendo com um dos casais mais lindos de TVD, eu fico triste e indignada, porque há tanto tempo espero por isso e quando acontece, jogam isso na série de uma maneira tão porca que eu fico com nojo da situação. Bitch, please ¬¬

    Mas o que me deixou com vontade de avançar a tela do PC e sentar a porrada foi a cena em que Elena banca o Superman. Cara, ela tá se achando !! Outra cena que odiei foi a que ela entra na banheira e Caroline diz que Damon trouxe um monte de mulheres lá, Elena fica cheia de fricote e retruca, dizendo que ela foi uma delas, eu fiquei com tanta raiva. GRRRRR !!

    Sobre os flashbacks, nunca pensei que o laço de sangue que havia entre Damon e Charlotte fosse tão forte, tipo a mulher ficou lá durante décadas contando tijolos !! É uma doideira só rsrsrs…

    Amei ver Damon e Stefan viajando juntos novamente, a série precisa parar com esse circulo vicioso em que se encontra, onde eles saiem para atender as necessidades de Elena. Esses momentos Defan são tão fofos, me lembram um pouco a época em que os Winchesters eram irmãos camaradas, saca ?? (não tem jeito, acabei comparando, rsrs ). E é bom que eles abram o jogo um com o outros sobre Elena, assim não rola mal-entendidos…

    Outra coisa que me agradou nesse episódio foi Tyler agindo LIKE A BOSS pra cima dos híbridos *_* tomara que ele não morra, ele está sendo um dos personagens coadjuvantes que mais gosto, ao lado de Caroline, Jeremy, e até mesmo Bonnie, que até tava simpática com aquele chá maconheiro dela ? LOL HAHAHA. E outra coisa: os roteiristas precisam parar de colocarem Caroline pra ser torturada, isso já encheu ¬¬

    Sobre o plot sire-bond, só confirmou o que eu suspeitava: Elena tinha sentimentos por Damon, o laço sanguíneo só expôs isso… agora, se conseguirem quebrar o laço e Elena for atrás de Stefan de novo, eu desisto de torcer por Delena, porque não aguento mais ver Damon decepcionado por conta dessa bitch :,(

    Uma atitude de Damon que nunca irei perdoar: o assassinato de Lexi. Poxa, ela era uma personagem tão bacana e interessante… e a amizade que ela tinha com Stefan era tão linda *_* tipo, ela era a única pessoa em que Stefan confiava, e Lexi era uma ótima companheira de Stef, que sempre foi meio solitário :/

    No geral, achei o episódio muito bom, com exceção da cena pornô exibida no começo, eu segurei a onda de ver aquela poker-face da Elena. Minha tática agora é tentar ao menos prestar atenção nos outros personagens, assim não esquento cabeça á toa com essa situação de calamidade e promiscuidade em que se encontra Elena. E o final me deixou satisfeita, porque pelo menos dessa vez ela vai sentir o que é você amar alguém e ser rejeitada, nem que seja por um curto espaço de tempo.

    Bom, Random é isso aí… só vou poder comentar uma review sua ano que vem, porque vou viajar e tal… desde já te desejo um feliz Natal e um ótimo Ano Novo, e que você continue escrevendo essas ótimas reviews. Beijos ♥

    PS: na boa, acho que nem Christian Grey aguentaria tanta cretinice, porque olha… e o cara é um cretino de primeira hein ? hahahaha

    • Own, para começar bem, desculpa pela demora em te responder. Final de ano trabalhando sempre é uma loucura, mas estou aqui como o prometido. Obrigada pelos elogios *_* Eu tento ser ao máximo justa e não falar muita bobagem. Ser imparcial sempre é minha meta Hahahahahaha

      Eu achei a cena inicial do epi desnecessária mesmo. É como se Delena fosse só atração sexual e não é bem isso. Tudo bem, o Damon é todo sedutor, quem não gostaria de ficar na cama dele, mas para um relacionamento precoce, deveriam ter apertado um pouco o freio.

      A cena da festinha eu queria tacar um sapato no PC em qualquer lugar! Eu ando detestando essa versão ~ vampira ~ da Elena. Ainda mais pq fizeram tanta propaganda e, na minha opinião, está sendo uma decepção das grandes. Achei que ela seria superior a versão humana, mas está tão patética o quanto.

      Se vc levar uma bica de alguém como Damon, ele vai te mandar contar tijolos pela eternidade Hahahaahahahah

      Ain concordo plenamente contigo sobre Defan. Eles deveriam reviver esse lado Winchester deles, pq tá precisando, né? A série é em torno da história deles, em grande maioria não tem nada a ver com Elena, e acho um absurdo ambos sofrerem tanto descaso, deixarem de ser apresentados como vampiros fortes, para ficar choramingando por ela. Um saco! Precisamos de Defan, é.

      Tyler ahazou! Quero governar as pessoas assim, pq tá tenso Hahahahahaahah Caroline e Bonnie tbm foram umas fofas, embora a Elena poderia mto bem ter ficado de fora. Parece que eles nunca vão perder o hábito de colocarem a Caroles para se ferrar. Isso desde que ela se transformou e faz mto tempo que eu não a vejo agir como vampira. Ela tá parecendo o Matt, sério mesmo Hahahahahaah

      Eu sinto que ela vai demorar um pouco para ir atrás do Stefan, ainda mais depois do último episódio e tals, pq ela vai ter que se habituar a ficar sem o Damon. Eu espero que ese plot tenha acabado, pq o pouco que durou, encheu o saco.

      A morte da Lexi é imperdoável em todos os sentidos. Gosto do Stefan com Caroline, mas nada se compara a BFF dele da época ripah.

      Eu ainda ando meio chateada com a série, pois acho que rola aquele desespero besta de querer vender casal, o que não é justo com ngm e nunca gera os resultados esperados. Tem tanto personagem que precisa de história – como o Matt – e eles ficam preocupados em cenas ~zenzuais~ sendo que sex vamp tem que ser algo mto bem construído para poder tirar o fôlego.

      Bom, sua linda, obrigada pelo comentário. Deixo aqui meus desejos de boas festas, que vc tenha uma ótima virada de ano, e sempre volte aqui qdo quiser desabafar sobre TVD. Sou toda comentários Hahahaha

      Grande beijo!