Menu:
09/jan

Falar de Severus Snape, ou simplesmente Snape, é uma tarefa um tanto quanto complicada. Ainda acho que sou a pessoa que deveria ter todos os direitos autorais sobre o personagem, por ser extremamente possessiva com relação a ele. Lembro como se fosse ontem – a época do arraso no Orkut – que metade do fandom de Harry Potter desceu a lenha no professor que, supostamente, tinha traído a Ordem da Fênix e o chorão do Santo Potter em Enigma do Príncipe. Claro, ele matou Dumbledore (o que para mim foi um presente dos céus), mas ninguém levou em conta que o velhinho, por mais gagá que fosse, nunca defendia uma pessoa à toa.

 

Snape era um homem de Dumbledore e o diretor batia de frente com quem contestava a afirmação. Por mais que eu não seja “uma garota de Dumbledore”, foi com esse motivo que tomei à frente a favor do Mestre de Poções, ao lado dos membros de dezenas de comunidades que ainda acreditavam no caráter do Príncipe Mestiço.

 

Até que Harry Potter e as Relíquias da Morte foi lançado e um Always fez muitos tomarem um safanão na cara. Ok! Era o esperado, mas não chegue perto de mim para dizer, com olhos lacrimosos, que sempre confiou nele e mimimi. É motivo de perder a amizade comigo, sério! Minhas mãos até tremem só de relembrar o inferno que foi o período de RdM – 2, todo mundo chorando, chamando Snape de melhor personagem, na maior cara de poser. Eu odeio o termo poser, mas, nesse caso, merece.

 

Sim, sou uma fã do Snape neurótica e fanática, que nem a torcida organizada do Corinthians. Sou aquela que, se falam que acreditavam nele desde 2005, a favela realmente desce aqui e a coisa fica bastante feia. Meu amor pelo personagem vai muito além da palavra de efeito que provou seu amor eterno por Lily Evans, o coração perpetuado a amá-la para sempre e se martirizar no decorrer da Segunda Guerra Bruxa, em luto eterno pela única mulher que realmente se apaixonou.

 

Ele sim foi o personagem mais bem trabalhado e desenrolado pela Jo, que gerou realmente aquele choque por ela ter conseguido de maneira muito satisfatória esconder o verdadeiro lado que Snape sempre esteve, sem deslizes. Ele fez mais que um membro da Ordem da Fênix ao vestir a carcaça de agente duplo, em penitência por não ter conseguido impedir a morte dos Potter.

 

Snape fez muitas coisas a favor do Harry que o próprio Dumbledore. O diretor de Hogwarts sempre foi a figura que mais me aborreceu nos sete livros, não suporto ele, e achei uma honra o Mestre de Poções tê-lo matado. Juro! Na minha opinião, essa foi a morte mais linda e justa da saga. Podem me condenar! Lembro-me também que fui a única a rir no cinema com a morte dele, mesma atitude tomada quando Sirius também se foi pelas mãos da minha digníssima Bellatrix. Sim, Randoms, Sonserina rules aqui.

 

Dumbledore foi muito sábio nos conselhos dados ao Harry, mas quem colocou a mão no fogo por ele, muitas vezes e indiscretamente, foi Snape. O amor dele por Lily pode ter sido o maior do universo, mas a dedicação pelo menino bruxo, mesmo que contida, sempre foi muito presente. Ele fez muito mais que o próprio Remus, o que eu acho um absurdo eterno, porque o lobisomem também foi o melhor amigo de James e poderia ter assumido esse papel. E sem morrer, claro!

 

Snape é um dos personagens mais geniais de Rowling. A penitência dele foi cuidar do filho dos Potter até o fim, mesmo que o menino da cicatriz em forma de raio lembrasse James. Severus Snape foi realmente o homem mais imponente da Guerra Bruxa, sem dúvidas, o homem mais corajoso que Harry conheceu.

 

Parabéns pro meu lindo morcegão! 

 

“The mind is a complex and many-layered thing, Potter … or at least, most minds are…”

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Isis Renata

    incrível post e digno de uma fã de 'always'. concordo plenamente quando diz que Jo conseguiu deixar Snape o personagem bem desenvolvido ao usa-lo como duas fases e jogar em ambos os lados bruxos. tenho mágoa dele, afinal carrego o sobrenome Black comigo rs mas não posso tirar sua honra. ele é foda! e foi uma das mortes mais crueis que já pudemos ver em um personagem.