Menu:
16/jan

‘Tô atrasada, mas vou honrar as reviews de Pretty Little Liars até o final da temporada. Ae!

 

Juro que não estava empolgada para o retorno de PLL e continuo fora da bolha de ansiedade que, supostamente, deveria estar. O episódio de Dias das Bruxas não foi uma excelência em comparação ao do ano passado, teve muitos furos e cenas muito mal elaboradas (as de lutinha foram as piores). Esses itens, ao invés de me assustar e fazer meus olhos saltarem das órbitas, me fizeram rir (vai me dizer que a cena da Spencer quase sendo arremessada do trem, com as pernocas duelando contra A, não fez você ter a mesma reação? Olha lá, hein?).

 

Enfim, como disse Spencer, vimos a versão 2.0 de Mona. O título do episódio foi apenas uma referência ao retorno da jovem que, diga-se de passagem, não foi bombástico, mas mostrou o quanto só a sombra dela incomoda e aterroriza às liars. É óbvio que a garota pulou para o lado mais fraco que deixou de ser Aria para ser Hanna. A doidinha chamou a atenção para seu problema, com direito ao vídeo de desabafo, mas sem tirar os olhos de Hanna, sem pausa para stalkeá-la. Como sempre, alguma liar tem que acreditar no arco-íris com facilidade e ceder.

 

Tudo bem, Hanna não ficou o tempo todo com Mona no episódio, mas só de ter cogitado dar apoio foi demais. É o mesmo que pedir para você falar com a amiga que roubou seu namorado, triplicando a situação para algo pior, pois Mona tentou aniquilar o quarteto. Sozinha ou não, ela tem corpo e alma dentro do “A” Team e não é confiável. Sei que a liar, às vezes, é pintada de bobinha, tolinha e sempre sai magoada por motivo idiota que poderia ser controlado, mas ela sabia que com Mona não se brinca, certo?

 

Certo! Não é à toa que, pela milésima vez, quem bancou a sensata foi Spencer. Até que ela estava maleável neste episódio, sem meter tanto o bedelho onde não deve. Essa intromissão toda ficou nas mãos de Aria que está com mil problemas nas costas, algo que já era hora, pois só ela se dá bem, né gente? Ao contrário da amiga, Spencer terá um foco diferente pelo visto, pois a relação dela com Toby passou a ser mais interessante que sua mania de querer investigar tudo e todos. Nada mais vantajoso para a série do que dar atenção a Spoby, o romance da bandidagem.

 

O que ainda me choca e me deixa até revoltada são as caras e bocas de Toby que nunca existiram. Claro que isso não haveria antes, pois precisava manter o suspense, mas agora parece que abriram uma fresta onde Toby tem que estar o tempo inteiro e, na minha opinião, isso meio que estragou o clima de suspense que PLL costumava ter. Afinal, Mona e Toby foram revelados e, teoricamente, apenas os dois movem o confronto das liars (tem mais gente nisso!) contra A. Não tem mais aquela pergunta: mas será que é fulano?, pois sabemos quem é, por mais que haja imensas possibilidades de ter mais gente nesse bando.

 

Para suprir a revelação de dois personagens, houve o resgate dos antigos que amam ser colocados apenas como pontinhas, mas que, pelo visto, ganharão certa importância na sombra do retorno de Mona. Lucas provou ser o skatista que Toby estava atrás e isso me fez voltar a pensar e ter praticamente certeza que existem dois times, não sei dizer a favor ou não das liars, mas todos estão envolvidos no mistério da morte de Alison. Toby quer pegar Lucas porque o amigo de Hanna sabe das coisas e, convenhamos, todo mundo só tem cara de tonto na série. Tudo fachada de classe! O mesmo vale para Jason que parece que entrou no jogo de quem usa quem com Mona para atingir seus objetivos que ainda são discretíssimos. Qual é a da ferida, afinal?

 

Aria foi a liar que se destacou e que continua no mesmo pique do começo da temporada, o que é muito bom, pois a personagem me tirou do sério com seu romance com Ezra no ano passado. Infelizmente, a liar continuará no dilema de contar ou não ao professor sobre o filho, sendo que A começou a pressioná-la (faz tempo que ela não fazia isso. E cadê as sms, gente?), o que pode influenciar nas cenas românticas de ambos que estão bem escassas. Não que eu reclame. Chega de lambança amorosa!

 

Deu até para notar que o tom de romance deu uma amenizada em PLL, pois o amor, por mais falso que seja, pertence à Spoby. Sem contar a dúvida que prevalece com relação à existência de mais um integrante do “A” Team (meio óbvio!). Eu ainda abraço a ideia de que Aria seja parte da tramoia, fato. O olhar medonho da Mona na direção dela do tipo Eu sei o que você fez no verão passado só reforça as minhas teses de que de inocente a liar não tem nada.

 

Eu penso assim, porque acho que a série ganharia muito se colocasse uma delas no “A” Team e, já que Spencer é uma esperança remota (eu torcia para ela ser parte A), Aria é a mais viável para assumir uma parte vilã.

 

Enfim, Aria estava toda cheia de piti com relação ao pai e, de fato, ele escondia algo relacionado à Ali. Achei bem feito o carão da liar em querer defender Byron contra os pitacos de Spencer, um homem que sempre foi tão confiável quanto Peter #ironia. Os pais dessa série são bem loucos da cabeça, venderam o corpo com facilidade para Ali em uma teia que me deixa com muitas pulgas atrás da orelha. Dá até dó das mães que tiveram que suportar a adolescente tacanha que, mesmo morta, continua a dar muito trabalho.

 

Falando em trabalho, Meredith mereceu virar churrasquinho, porque ela foi bem folgada com Aria, diga-se de passagem. Ela estava toda malandrinha, achando que pegaria a liar pelo pescoço. Bem, ela tentou, e Mona arregaçou as manguinhas para mostrar como funciona a hierarquia em Rosewood. Raiva dessa mulher desde One Tree Hill (aquela que mistura atriz com personagem #risos)!

 

Não tiro nada de bom do episódio e nem de avassalador (o que foi a sabotagem na bicicleta?). Foi lançado mais mistérios, como o diário de Ali estar com o tiozinho zelador da escola aka Norman Bates, de Toby aparecendo a todo o momento em uma A scene sempre prestes a acontecer e Mona – a garota viral – agora supostamente aliada ao Jason (não que ela tenha do que reclamar, porque o cara é gato!).

 

Como aconteceu desde que a série voltou, não sei o que esperar, mas não estou animada para o final da temporada e espero que as coisas mudem a partir de agora.

 

Por favor, tragam a Vanusa aka vó da Hanna para cantar o hino de Rosewood de novo, porque ela arrasou!

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3