Menu:
03/abr

Eis a nova coluna do Random Girl: Fangirling. Tem como me definir a não ser como uma viciada em fandom? Acho-que-não! Para estrear, nada mais justo do que surtar com Os Instrumentos Mortais.

 

O segundo trailer, dessa vez estendido, de Os Instrumentos Mortais saiu ontem e eu não poderia ficar de fora da zona de esperneio, pois fazia muito tempo que não fazia vigília – a certo modo – por algo desde Harry Potter. Eu torci para que o bendito não saísse no horário do expediente, mas minha atenção já estava comprometida desde que recebi a notícia da data que ele pipocaria na internet. O que tranquilizou foi a confirmação do horário e eu consegui diminuir a ansiedade. Já digo que não estava curiosa por mais cenas Clace, mas sim, pela necessidade de novas imagens dos Lightwood, meus personagens favoritos.

 

O drama do momento do qual saiu o trailer será narrado a partir dessas linhas.

 

Eu tinha chegado em casa depois de ter trabalhado que nem uma condenada e fui fazer minhas coisas antes dos ponteiros marcarem o horário que fez o fandom de TMI suar frio. Eu mal tinha sentado na cadeira e a dona (aka minha metade) da Fan Page da Jemima West (atriz que faz a Izzy) começou a me pentelhar via inbox do Facebook (metadeeee, cadê você??? 50 minutos para sair o trailer!!). Claro que eu tive que rir antes de dar sinal de vida, porque, até então, estava trabalhada na poker face.

 

Adiantei post do blog, dei uma olhada no Twitter e uma mensagem em caixa alta surgiu: SAIU O TRAILER!

 

Bang! O drama começou. O vídeo travava o tempo inteiro e minha metade não parava de gritar no inbox do Facebook – uso de Caps Lock em excesso, o que travava ainda mais o Rory. Foi assim até as duas conseguirem ver o trailer inteiro. Se ela estivesse ao meu lado no fatídico momento, tenho certeza que teríamos nos estapeado, porque fui obrigada a pedir com toda a delicadeza do mundo para ela ficar quieta. Segue o print para dizerem que não minto:

 

 

O meu vídeo travou até a Jocelyn voar junto com a porta. Meu coração começou a entrar em desespero e fui até o Twitter procurar outros links e nada. Nesse meio tempo, o trailer carregou e consegui vê-lo até o final. Porém, nada mais me importou quando o Alec apareceu, o meu shadowstripperhunter, com todo aquele carão dando um pedala na Clary. Juro! Repeti essa cena umas quinhentas vezes. Como dona da Fan Page do Kevin no Facebook, tirei print e corri para atualizar a página e o Tumblr. Sim, eu sou empolgada desse jeito, aprendi com a minha metade.

 

Não liguei mais para a Clary, nem para o Jace, nem para o Luke, nem para o perdido do Simon, só conseguia ver o Alec (certeza que minha metade está me julgando de tarada). A aparição do Magnus, pelo menos para mim, perdeu a magia por conta da liberação do screen capture da cena e, confesso, que esperava mais da presença tão desejada dele. Jonathan, o Valentim, me rendeu suspiros, sempre, desde a época de The Tudors.

 

Opinião sobre o trailer:

 

Como minha metade disse, o trailer narrou a história do primeiro livro inteira. Jocelyn ganhou todo o destaque, algo que realmente precisava, mas não no trailer todo. Em 2 minutos, quem não leu Cidade dos Ossos ficou totalmente por dentro do plot principal. Desde Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, não boto muita fé em trailers e, depois do fiasco de bilheteria de “A Hospedeira” e das resenhas nada otimistas da adaptação do livro de Meyer, aconselho a não criarem tanta expectativa, por mais que o trailer de Os Instrumentos Mortais tenha sido pura perfeição.

 

Contudo, espero mesmo que TMI seja tão bom quanto o trailer, mas os estúdios sempre lançam aos fãs aquilo que eles querem ver, e o conjunto da obra nem sempre deixa todo mundo feliz.

 

Bem, agradar o fandom é uma arte que nunca dá certo, vamos combinar.

 

Minha opinião particular: não gostei da Clary vestida como Caçadora de Sombras (não-me-matem!). Por mais que essa não seja a roupa da mãe dela, não achei propício. Meio que quebra a expectativa do que acontece mais tarde, pois já sabemos como a Lily Collins fica linda com roupas pretas e de couro (como se precisasse, pois ela ama usar essa cor). A personagem ainda age como mundana ao longo de Cidade dos Ossos, mesmo depois de descobrir de que mingau ela foi feita.

 

Outra coisa que me chateou (e a minha metade) foi a falta de destaque de Isabelle Lightwood. Como um alicerce primordial dos Caçadores de Sombras, ela deveria ter falado alguma coisa, o mesmo tanto que o Alec. Seria ótimo vê-la junto com o irmão dando um capote na Clary, com toda a classe (não me entendam mal! Não odeio a Clary, mas ela não é minha personagem favorita!).

 

Para quem ainda não conferiu o segundo trailer de Os Instrumentos Mortais, segue o vídeo com legendas. Para quem já surtou, surte de novo.

 

 

Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos tem data de estreia marcada para o dia 23 de agosto.

 

Para se manter atualizado, segue alguns links (olha a propaganda!):

 

Site de Referência: Idris

 

Páginas de uma parte do elenco no Facebook:

Jemima West BR  | Kevin Zegers BR | Lily Collins BR

 

Gifs retirados do Tumblr, ou seja, ele não foram feitos por mim.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3