Menu:
28/jul

Eu não tenho uma opinião formada sobre este episódio de Pretty Little Liars. Eu o achei bem banal e fraco, sem grandes surpresas. Acho que o momento de impacto foi realmente no final, pois rendeu aquele sustinho, por vezes, típico da série, mas nada que me fizesse roer as unhas. O caso Wilden ainda prevalece para prolongar essa chatice da trama enquanto Ashley diva de macacão laranja na cadeia. Hanna ficou forever alone na casa dos Marin e me pergunto o porquê diabos o pai dela não fez nenhuma pontinha, nem que fosse para dar a ela uma xícara de chá. Tá que ele não tinha mais nada o que fazer, mas custava mostrar que Tom estava realmente presente?

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Dentre tantas coisas pequenas, como o ombro da Emily, Spencer sem saber o que fazer por estar entre as necessidades das amigas e de Toby, e Aria com os problemas típicos com relação ao Ezra e à família, quem se destacou foram os novos Winchester (opa!): Toby e Caleb. Adorei essa união com direito a mural de investigação, com uma pegada rock and roll. Sempre achei que faltava um toque masculino para contribuir na perseguição contra A e, finalmente, isso aconteceu. As meninas sempre perdem o fio da meada, são levadas pelo emocional o tempo inteiro, e nada mais justo ver os boy magia arregaçar as mangas para fazer o trabalho direito.

 

Atualmente, Hanna é um grande exemplo de fraqueza e, mesmo que tenha sido a mãe dela a azarada da vez, ela já sabe como a coisa toda funciona e pecou – de novo – na falta de jogo de cintura.

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Digo isso porque estamos na quarta temporada da série e as liars agem como se fosse a primeira vez que lidam com A. Elas estão prestes a ingressar na faculdade e ainda se comportam com falta de maturidade quanto à perseguição do “A” Team. Estava mais que na hora de outras pessoas intervirem e nada mais justo que tenha sido os namorados de duas do quarteto. Na segunda temporada, superamei a maneira como Caleb se engajou nesse assunto, o que rendeu ao Tyler uma posição fixa na série pela excelente atuação. Gosto da maneira como ele sempre coloca Hanna em prioridade, como cuida dela e como investe para descobrir a fatídica pergunta do episódio: onde está A? De todos os meninos, Caleb é o mais forte e ainda não consigo compreender o que diabos ele fará em Ravenswood.

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Gosto muito do Toby, mas ele anda muito sonífero para o meu gosto. Falei na review passada que Spoby está muito lento para quem era o alicerce fundamental que fazia qualquer storyline funcionar. Ambos precisam de mais ação, nada de estagnarem na pauta da vez que é a mãe de Toby. Não vamos nos esquecer de que ele tem respostas para nos dar sobre as motivações que o levaram a entrar no “A” Team e o que de fato rolou enquanto estava lá, assim como Mona, que sumiu de novo. Marlene falou que essa seria a temporada das repostas, mas até agora não vi nada. Só se comenta quem seria Red Coat e se Ali está viva ou não – esta é a questão essencial da vez, de acordo com ela.

 

Mesmo assim, há muitas pontas soltas para dar ênfase a assuntos que beiram à enrolação, tipo, Connor, Mike e derivados. A dinâmica entre Spencer e Toby está muito fraca e sem graça. Está na hora de corrigir isso.

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Ao longo do trabalho, Toby e Caleb chegaram até Nigel. Vi conspirações de que ele seria o acompanhante de Jenna no velório de Wilden, algo que faz sentido, pois os homens são bem parecidos. A cena em que ele chama alguém de baby e, logo em seguida, rola uma câmera fechada no par de óculos escuros fez tudo apontar para a meia-irmã de Toby. Ficou subentendido que o personagem estava no season finale, pois o isqueiro do incêndio era dele. Fiquei decepcionada que o segredo do objeto era isso, mas tudo bem. No final das contas, Nigel colocou a culpa de todo aquele fogaréu em CeCe, uma personagem que nem me lembrava mais de tanta enrolação que PLL está. Acredito que a revelação é mentirosa, pois quem quer que seja o baby do novo personagem, não acho que tenha a ver com a Srta. Drake.

 

Até porque CeCe tinha medo de Wilden, né? Uma coisa que não consigo entender é que em Rosewood todo mundo tem pose de valente, faz as coisas, paga o pato, mas, quando as cartas são viradas, geral tem medo de alguém. Pode ser uma maneira de nos confundir, pois essa é a função da série, mas já encheu esse papo de Melissa ter medo de Wilden, assim como CeCe, como também Shana e Jenna terem medo da irmã de Spencer. Ou é uma coisa ou outra. A trama fica mais confusa com essa bagunça toda e, ao invés de ser algo bom e intuitivo, fica péssimo, pois as respostas finais são sempre insatisfatórias e vagas. Quando chegarmos ao season finale, será a mesma coisa: nada se responde.

 

Ai, desabafei! E mais uma vez Caleb fica em domínio de algum celular, né?

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Wilden não morreu em paz. As liars entraram no apartamento dele com a graça divina. O mágico é que o policial também era ameaçado por A. Daí, o grupinho formado por Melissa, Jenna, Shana e ele fica um pouco inocentado, o que dá a entender que Ali ou a gêmea estão no pedaço. Isso poderia explicar porque A ficou tão irritado/irritada com o fato da Emily ter invadido o lugar com as amigas, pois tira a atenção do grupo de Melissa. Afinal, se todo mundo é intimidado, todos agem em legítima defesa, o que não está errado. Vale lembrar que Mel fez tudo para proteger Spencer.

 

Vejam bem, nada de grave foi descoberto no apartamento de Wilden e A ficou bravinha/o por quê?

 

E por quais motivos as meninas não escutaram a caixa de mensagens de Wilden? Pode ter alguma senha para escutá-las, mas se uma chave ficou a disposição de Ems com extrema facilidade, acessar os recados é batata, ainda mais tendo Spencer no time.

 

Pretty Little Liars (4x07) | Crash and Burn, Girl!

Por causa dessa invasão que nem levantou tantas suspeitas, a casa de Emily foi destruída. Muito bem! Alguém não tinha que sair do carro? Nem com piloto automático um automóvel atinge aquela velocidade, a não ser se ele estiver em uma ladeira. Mas a sacada final foi brilhante. A liar terá que colar os pedaços das paredes com esparadrapo. Por favor, arrasou! O que me faz gostar um pouco dos episódios é esse lado mais maligno de A. Seja quem for, deve saber que a máscara está prestes a cair. Essas investidas das trevas têm sustentado PLL até aqui.

 

Para encerrar, vale citar outra coisa que gostei bastante: o comportamento de Byron quanto à situação de Aria. Mike aparentou inocência sobre o dilema com o Connor, mas é quase certo que foi ele quem destruiu o carro do menino. Não acho que A chutaria para esse lado, ainda mais com a probabilidade de Ezra se meter e tentar se reaproximar de Aria. A deixou bem claro que quer destruir o emocional das meninas e não daria a Ezria um retorno tão fácil.

 

Além de muitos outros suspenses, teremos que aguardar o retorno de CeCe à trama. Paciência!

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3