Menu:
19/mar

Não é segredo para ninguém que sou totalmente apaixonada pela Era dos Marotos da saga Harry Potter e que tenho um fraco pelo casal James Potter e Lily Evans. Não é novidade também que sou viciada em fanfiction e tudo o que envolve este universo. Não é à toa que me vi obrigada a criar uma página sobre esses personagens da tia Rowling de tão especiais que eles são para mim lá no Facebook. A introdução deste parágrafo me guia a um dos meus melhores achados na internet: uma websérie chamada Kissing in the Rain. O título é inspirado no quote de John Green do livro Quem é você, Alasca? e já está permitido morrer de amor.

 

Os atores que compõe o projeto são Mary Kate Wiles – que ficou famosa por atuar na websérie The Lizzie Bennet Diaries –, Sean Persaud – popular pelo vlog A Tell Tale –, Sinead Persaud e Sairus Graham que compartilham os mais românticos beijos embaixo da chuva, um quarteto que, a cada episódio, representa diferentes personagens nas mais diversas épocas.

 

Quem interessa mesmo (com todo respeito) é Mary e Sean que dão vida à Lily e ao James, o casal que estreia a websérie. Se você pensou em Harry Potter – que nem eu – só a menção desses nomes, saibam que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Ao menos, é o que eles dizem. Contudo, antes mesmo de conferir o teaser, não deixei de associar o casal Potter com os personagens que abrem o Kissing in the Rain. Vejam:

 

Vídeo hospedado no YouTube e pode sair do ar a qualquer momento

 

Por mais que os envolvidos garantam que James e Lily da websérie não têm nada a ver com James e Lily Potter de Harry Potter é inevitável não criar uma associação nas características empregadas pelos atores para assumir os personagens de Kissing in the Rain (cabelos ruivos para ela e óculos de aros pretos para ele). Não dá para não sentir essa familiaridade, ainda mais em um projeto considerado uma fanfic inversa por estar em vídeo, facilmente classificada no gênero universo alternativo.

 

A investida é cativante porque a maioria dos beijos clássicos do cinema acontece embaixo de uma tempestade. É um projeto extremamente romântico, com curto tempo de duração e que gera aquela ansiedade de saber quais serão os próximos personagens a se amarem na chuva.

 

O que chama a atenção é que o projeto é colaborativo. Como assim? Yulin Kuang (popular pelo vlog Shipwrecked Comedy) assume as rédeas de Kissing in the Rain de uma maneira diferente. A websérie já é muito popular no Tumblr e, como o fandom sempre foi parte crucial para alavancar qualquer ideia, os fãs contribuem para o andamento da história. Isso acontece por meio de textos ou imagens enviadas para a showrunner e, se forem reblogadas, as sugestões se tornam reais nos próximos episódios. Assim, o papel dela é limitado à escolha de quem será o shipper e o que fará com ele, pois é ela quem escreve os roteiros.

 

Kissing in the Rain é fanfiction pura e os seguidores são responsáveis em mover os shippers da websérie. Trata-se de um experimento transmídia, um meio que propicia a discussão sobre o canon do projeto com base no envolvimento do fandom que influencia na criação.

 

É muito difícil encontrar projetos em que os fãs podem contribuir. Em uma época que vê o crowdfunding um milagre, Kissing in the Rain entra em cena como um trabalho promissor de aproximação entre o time criativo com o fandom.

 

Kissing in the rain estreou recentemente e conta com novos episódios todas as segundas-feiras no canal Shipwrecked Comedy no YouTube.

 

É fofo, é lindo e vale a pena ficar de olho <3

 

Para acompanhar, basta seguir: Shipwrecked Comedy

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3