Menu:
11/maio

Uma palavra para resumir este episódio de The Vampire Diaries: palhaçada. Se o lado cômico dos personagens já estava aflorado na semana passada, agora todas as situações foram dignas de apresentações no picadeiro. A piada final tinha que ter o gosto de humor negro: o milésimo sacrifício de Stefan Salvatore. Eu não ligo mais em dar de cara com spoilers da série, pois sempre dou uma conferida na reação dos fãs gringos para ter um termômetro de cada episódio e, quando a morte dele surgiu em um tweet, eu quis bater a cabeça no teclado. Só sei que TVD terminou de afundar a temporada com esse viés da trama, uma ideia que não passou de um ato desesperado para animar as coisas sendo que não há nada que possa ser feito. Por mais que soe como uma morte permanente, não teve como não se indignar. Somado a isso, o episódio ainda foi um acúmulo de fiascos a cada cena. O resultado foi péssimo, algo que não deveria acontecer, pois o season finale está bem aí.

 

Justamente por ser final de temporada, este episódio deveria empolgar os fãs e não desanimá-los. Infelizmente, foi exatamente isso que aconteceu. Acho que os escritores devem ter tirado as ideias para a construção do roteiro de alguma fanfic – bem ruim –, porque não é possível. A trama se arrastou, não impactou e não teve propósito. Os personagens não tinham prioridades, nem muito menos um master plan. Damon e a inutilidade de “herói”, Markos praticamente tomando um chá na mansão Salvatore, Stefan e Elena caminhando sossegados depois de uma fuga, Caroline preocupada com o cara que não está nem aí para ela… Todo mundo estava OOC (Out of Character). Ninguém fez porcaria nenhuma e Markos quase “venceu” sabe-se lá como. Ninguém estava no juízo normal neste episódio. Ninguém parecia aqueles personagens dedicados e unidos para combaterem mais um mal em Mystic Falls. Todos continuaram dentro das bolhas, passando a batata quente até que ela explodisse.

 

Só em um universo paralelo Damon ganharia uma confiança unânime depois de tudo o que provocou nesta temporada, especialmente de Caroline que sempre foi contra ele. Eu demonstrei meu apoio à chance do personagem ser o herói da temporada justamente por esperar algo que me desse motivo para voltar a respeitá-lo. Porém, se for desse jeito bagunçado, retiro o que disse. O que vi neste episódio foi um vampiro que se divertiu à beça, como se tivesse roubado doce de uma criança, só porque assumiu a liderança de uma situação que nem ele sabia como contornar. O ego do Damon implodiu para todos os lados, talvez, preso a esperança de ser melhor que Stefan. Todas as tomadas de decisões do Salvatore foram amadoras e isso me deixou chocada. Achei o cúmulo ele ter desfilado o episódio inteiro dentro da mansão, uma atitude inadmissível, só delegando tarefas que ninguém acatou.

 

Damon não se esforçou para salvar e proteger Stefan e Elena. Pior que isso foi o plano amador, com direito a bilhetinho infantil, para barganhar pelas cópias. Achei o máximo Markos tirar sarro da cara dele, pois a emboscada foi pequena e previsível demais. Até eu me sentiria ofendida. Acho que a tomada de decisão do Salvatore em controlar os instintos assassinos por Elena afetou em tudo o que aconteceu neste episódio. Por se tratar do sequestro de duas pessoas que ele diz que ama, alguns pescoços poderiam ser quebrados. Klaus fazia isso pelos irmãos, mesmo com ódio deles. O que custava o Damon fazer o mesmo?

 

Depois da atitude do Damon em dar um pontapé inicial a fim de ser bom para Elena, confesso que esperava mais dele. Ele tem a responsabilidade de salvar Mystic Falls e me saiu pior que um estagiário (algo que sei porque fui uma). O Salvatore foi decepcionante, pois deram a ele uma péssima história. Isso o fez um babaca dentro do próprio plot. Eu elogio quando tem que elogiar, mas dessa vez não é o caso. O Damon que eu conheço, aquele que ficou na 3ª temporada, jamais se conformaria em ficar parado à espera de um milagre. Ele faria o milagre acontecer. Essa passividade pode ser associada ao que rolou na cabana, não sei. Está certo que não me espantaria se Damon dissesse que agiu desse jeito por estar boladinho por causa da omissão da morte de Enzo, mas deu a entender que esse comportamento estava associado à negação sobre o status do relacionamento dele com Elena. Independente do que for, só sei que o personagem foi péssimo em todos os sentidos. A inteligência e a sagacidade lhe foram roubadas. O vampiro acumulou um fracasso atrás do outro para quem costumava ser extremamente cruel quando alguém ousava a mexer com as pessoas que considera tanto.

 

Damon simplesmente agiu dentro daquilo que achava certo e o modo full hero não adiantou de absolutamente nada. Ele nunca assumiu responsabilidades e achou que daria conta sem Stefan para norteá-lo. O mais lamentável foi a ausência de um plano B, algo que nunca faltou em TVD. Eu até acho que Damon estava perdido e confuso, mas pelos motivos errados. Ele só tinha Elena na cabeça, o que o fez esconder o pavor com piadas descabíveis. Damon usou o que estava na mão e não foi criativo, algo que ele costuma ser, mesmo ao optar pela carnificina. Nem contendo seus instintos o vampiro foi útil e os planos que coordenou foram fáceis de ser boicotados. Sinceramente, o personagem me passou a impressão de que não ligava para nada e fez pouco caso de tudo, até mesmo da promessa que fez ao Enzo.

 

Caroline foi outra que continuou a agir fora do personagem. Eu queria relembrar o momento em que ela simplesmente começou a confiar no Damon ao ponto de não fazer nada pelo Stefan. O comportamento da vampira neste episódio rendeu uma nova decepção, especialmente por ter concentrado suas prioridades em Tyler e em salvar os produtos de beleza. A estranheza da situação só aumentou quando Caroline tentou dar uma lição de moral ao Damon sobre se preocupar com as pessoas que ama. Sério, eu ri desse comentário. Ela não parecia magoada com Stefan e com Elena pelo que aconteceu na cabana, não quero pensar que a personagem se deixou levar por isso, mas ela também poderia ter feito algo mais. Estou bem chateada e esse sentimento só aumentou quando, de todas as pessoas de Mystic Falls, ela se voltou para Bonnie com a ideia de matar Tyler a fim de trazê-lo de volta do mundo dos mortos. Eu a achei péssima em todos os sentidos também, uma amiga imprestável neste episódio. Damon e ela poderiam estar perdidos para encontrarem Stefan e Elena, mas insisto em dizer que os dois não ficariam na mansão Salvatore até o sol se pôr. Foi tudo errado.

 

A batata quente tinha que terminar na mão da Bonnie e eu queria que ela morresse para essa palhaçada acabar. O povo está totalmente acomodado e nem posso culpá-la. Afinal, a personagem sempre foi a chave de todo season finale. Eu não aguento mais: fulano morreu? Bonnie resolve. Vamos matar fulano? Bonnie resolve. Preciso de uma amarração. Vai lá que a Bonnie faz. O jeito que ela surtou para contar a Caroline sobre o Outro Lado e o fato dela ruir junto com ele ainda foi pouco. Bonnie deveria ter dado uma de louca. No decorrer da trama, ela ficou em uma posição desconfortável e isso permitiu que Damon e Caroline agissem sem o mínimo de esforço. Basta mandar o serviço para a Bonnie resolver. É ótimo saber que não há solução para o purgatório sobrenatural (ao menos por enquanto), assim o povo para de jogar as responsabilidades nas costas dela e (re) aprendem a se virar. A falta de firmeza nas atitudes dos outros personagens foi justamente por causa dessa esperança em uma pessoa que nem ao menos tem os poderes. Será que ninguém foi capaz de se tocar disso? Podem ver que Damon coordenou algumas coisas por acreditar piamente que Bonnie resolveria o resto.

 

Até o Enzo, um total zero à esquerda neste episódio, virou responsabilidade dela, pois Damon foi um tonto ao prometer algo que está longe de ser real. Foi lamentável ver o povo não se esforçar em nada por estar preso ao pensamento de que Bonnie apaziguaria o caos. É muito fácil colocar a solução nas mãos da ex-bruxa e descalçar os sapatos – o que aconteceu. Todo mundo pensou no simples, no básico, no amador, sendo que todos têm histórico sobrenatural. O que eles aprenderam com os Originais não serviu de nada? Como disse na resenha passada, nem a turma leva a sério o tal vilão da temporada, por que eu deveria? Foi conformismo puro. Admito até um pouco de decepção com relação à Bonnie por vê-la só centrada no Outro Lado ao ponto de nem se empenhar em encontrar Elena. Liv ainda podia ser bem funcional com um feitiço para localizá-la, mas cadê que alguém pensou em algo tão mais simples e que sempre fez parte de um plano quando alguém some…

 

Stefan e Elena

 

As cenas entre Stefan e Elena deram entonação de despedida pelo excesso de saudosismo que ganhou a forma de Caroline. Ninguém resgata fatos se não forem seguidos de tragédia. O diálogo entre ambos tencionou mais quando o Salvatore dá o que pareceu ser o conselho final sobre o relacionamento da ex com Damon. Embora os dois tenham compartilhado um trajeto engraçado, totalmente esfomeados, repleto de risos e comportamentos bizarros, eu fiquei extremamente irritada em ver Stefan com aqueles olhos tristes e torturados. Ele ama Elena e continua a não fazer nada. Tenho vontade de arrancar meus cabelos. A essa altura do campeonato, eu queria que o triângulo amoroso pegasse fogo, como também queria que Elena escolhesse um dos Salvatore para sempre, pois um dos três precisa seguir em frente. Esse lado romântico passivo do Stefan tem horas que desgasta e bem que ele poderia arregaçar as mangas e correr atrás do que quer. Por já saber o que aconteceria com Stefan, a aproximação com Elena, como se os dois fossem únicos no mundo, foi um tremendo golpe baixo. Não precisa ser gênio para saber que o Salvatore pediria facilmente para passar os últimos dias de sua vida com a garota que ainda ama. Está certo que ele nem precisou pedir… O tal universo deu de brinde.

 

Elena não parecia Elena como Stefan não parecia Stefan. Os dois estavam muito tranquilos para quem tinha acabado de fugir. Fora isso, tudo lindo. Devo mencionar que a melhor cena da Elena foi a cuspida no nariz nada pequeno de Markos. Quando ela pede para morder Maria, me perguntei seriamente se a Santa Gilbert tinha batido a cabeça.

 

O destaque de Markos

 

Markos ganhou os holofotes depois de compor toda a trilha sonora desta temporada. Achei simplesmente surreal ele quase “vencer” só por ter cantarolado desde que saiu do Outro Lado. O tal vilão da temporada fez menos ainda em comparação a toda a gangue. O que me deixou no auge do inconformismo é que todo esse samba em Mystic Falls não tinha nada a ver com uma guerra entre as bruxas, algo que tinha esperança, mas sim com a tentativa de restabelecer um balanço mágico. Ou seja, universo enrolação, cópias enrolação, Viajantes enrolação… Tudo enrolação. Toda essa turnê para ter uma magia limpa. Really? Por um lado, eu não tiro a razão dele. A vida em Mystic Falls anda fácil demais, nada mais justo que abalar as estruturas e tirar todo mundo do antro da preguiça. No quesito trama, esse propósito foi tão inútil quanto à Augustine. Toda a tensão – que nem existiu –, todo o drama em cima de Stefan e de Elena, tanto cantarolar para dar abertura a uma terra prometida sem magia das bravas? Só para expurgar as criaturas sobrenaturais? Pausa dramática.

 

Conclusão: o tal vilão da temporada nem é vilão. Markos soa como um mocinho, cujo propósito é até justo. Humanos sensatos – que não são alimentados pela fantasia como nós – apoiariam facilmente a causa dele. Uma vida sem vampiros, bruxas… Chamem o Feliciano.

 

A morte de Stefan

 

Se eu soar muito fria quanto a esse ponto, me perdoem, mas eu fiquei longe do status de chateada. Eu chorei de raiva. Stefan perdeu Lexi, perdeu Elena, perdeu a si mesmo e sofreu o inferno durante esta 5ª temporada de TVD. Eu já imaginava que ele se daria mal pela milésima vez, mas não esperava algo tão sujo. O que me tranquiliza é a ideia de morte permanente, o que faz meu consciente entender que Stefan ainda está meio vivo. O que digo neste parágrafo vai longe de uma fã do Paul Wesley, mas da Stefs chata que mensura o máximo que pode a qualidade da série. Desde o 5×01, quem segura a temporada é meu quase xará Stefan Salvatore. Podem negar o quanto for, mas o ator surpreendeu ao dar vida a tantas facetas que se distinguiram muito bem umas das outras. Mesmo sem storyline, Stefan fez um milagre na trama e ajudou certos personagens a terem destaque de um jeito que fizesse sentido, como Katherine e Tessa. Depois de somar tudo o que ele sofreu em 5 temporadas, me pergunto: por que ele de novo? Por que fazer isso antes do season finale? Ninguém pensou na audiência?

 

Só penso que será ele o responsável em salvar o Outro Lado, mas onde Damon se encaixará? Vai dar em morte de novo, sinto isso.

 

O revoltante não foi nem o fato do Stefan ter morrido, mas como isso aconteceu. De acordo com a minha metade, ele bateu as botas em menos de 1 minuto de cena. O Salvatore morreu no que parecia uma típica briga de bar, onde o cara bêbado e estressadinho compra briga para se sentir o maioral. Pior que a morte foi quem a provocou: Julian, com o espírito insuportável do Tyler na primeira temporada, só porque Maria morreu. Parece até uma resposta pelo que aconteceu com Enzo. Se era para dar uma morte ao Stefan que fosse direito, mesmo sendo algo temporário. Esse final foi uma escrita porca, só. O descaso ainda foi mais nítido quando ele assiste ao beijo Delena antes de morrer. Daí, o vampiro tem o coração arrancado e capota aos pés de Caroline, a péssima amiga da vez. Quando ele passa para o Outro Lado, desacreditei, pois o saldo foi claro como água: ninguém se esforçou por ele do mesmo jeito que ele se esforçou por todo mundo. Se a ideia era chocar, a atitude atingiu extremo sucesso.

 

Confesso que não estou triste, pois Paul não disse nada sobre sair de TVD, mas fiquei bem fora de mim. Eu vejo a série como um combo, não separadamente, e qualquer morte dói, ainda mais dos personagens principais. Qual é a graça de fazer isso em um momento tão crítico para TVD? Teste de fidelidade? Não, é desespero mesmo.

 

Com a morte de Stefan, é bem provável que haja uma solução para o Outro Lado. Porém, tenho quase certeza de que ele ficará morto até a próxima temporada. A pergunta que fica é: o que farão com o corpo dele? A promo do season finale é uma vergonha, sem nenhuma menção ao personagem. Parece até um trailer de um filme que passará na Temperatura Máxima. Mais uma vez, como aconteceu nos 4 primeiros episódios desta temporada, Stefan será esquecido. Eu queria, muito, que Bonnie dissesse a verdade para Elena, uma vingança por tudo que a Santa Gilbert deixou passar enquanto se atracava com Damon.

 

Comentários finais sobre outras inutilidades

 

Eu queria entender porque Enzo está tão desesperado em voltar à vida, sendo que ele provocou a própria morte. O único ponto importante da aparição dele foi a união com Maria. O Dark Side deu as caras, bem como a súbita descoberta de Bonnie para trazer todo mundo de volta. É essa a resolução do season finale? Imitar o que já foi feito?

 

Luke merece um adendo por ter sido outro sem noção do episódio junto com a irmã. Ele admira a amizade da gangue. Liv pontuou que o fracasso deles em proteger as cópias se deveu pela criação de laços com a turma. Os dois nem foram inclusos direito na trama e, quando apareciam, eram para conter alguém. De onde veio esse apego todo que foi usado para justificar o fracasso deles?

 

Foi tudo muito engraçado, muito sossegado… Em 40 minutos de episódio, nada aconteceu. Devo até dizer que ele foi uma despedida temporária ao Stefan, pois estava na cara que ele sambaria lindo. A trama foi uma perda de tempo, uma decepção tremenda para uma série que está prestes a encerrar a temporada. Todos estavam fora dos personagens, irreconhecíveis. Não digo que foi tudo flopado só pelo que aconteceu com o Stefan, mas pelo amadorismo dos plots. Tudo foi entregue de bandeja para um grupo que costumava ter um poder de ação muito forte. A gangue se partiu e agiu individualmente, algo que aconteceu no decorrer da temporada inteira. Em totalidade, este episódio simbolizou um tremendo desrespeito para quem ainda acompanha TVD – tipo eu.

 

As únicas partes legais foram os flashbacks de Elena, Stefan e Damon quando o feitiço dos Viajantes entrou em ação. Fiquei chorosa.Mais uma vez, tudo caiu nas costas da Bonnie e estou pronta para rir do rompante de heroísmo do Damon. Já estou conformada de que o season finale valerá só pelos 10 minutos finais. Se valer.

 

Obrigada pelos comentários, seus lindos. Vocês fazem uma tia feliz <3
Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3