Menu:
15/jul

14. Personagem muito estimado sem motivo.

 

Sem sombra de dúvidas, é Gina Weasley. Eu simplesmente perdi o bonde quando a Rowling resolveu dar importância para essa personagem totalmente irrelevante. Foi bizarro vê-la no pedestal em Enigma do Príncipe, como se fosse a garota mais importante da escola inteira. Eu não vou com a cara dela nem mesmo nos filmes e olhem que acho a Bonnie uma fofa. Nas adaptações, a bruxa conseguiu ser ainda pior com todo aquele “cuidado de mãe” para cima do Harry. Para mim, ela ganhou uma atenção excessiva sem um desenvolvimento decente.

 

A menina Weasley tentou representar o girl power, mas não funcionou. Admito que ela teve alguns comportamentos bacanas, mas, no final das contas, ela não passou de uma Mary Sue: uma personagem idealizada, estimada em demasia, muito perfeita (ela consegue ser inteligente, boa em feitiços, maravilhosa em Quadribol e o herói a quer. Oi?), pobremente desenvolvida. Da menina tímida e com um amor platônico pelo Harry, ela passou a ser a it girl com apenas uma pincelada no papel. Quando digo que Enigma do Príncipe é uma fanfic, ninguém acredita. Eu queria que a Rowling deletasse esse livro.

 

Gina foi até engraçadinha nos dois primeiros anos, toda apaixonadinha pelo Harry, mas ela morreu aí. A personagem ganhou mais evidência em Ordem da Fênix por causa da Armada, mostrou talento e firmeza. Eu botei fé de que ela seria uma Weasley legal, mas caí do cavalo. Mais uma vez, volto a citar Enigma do Príncipe, o livro que não beneficiou ninguém, especialmente as figuras femininas que pareciam na nave.

 

Eu sou uma pessoa que aprecia bons desenvolvimentos românticos e não foi isso que aconteceu com Hermione, Tonks e com o Harry. Simplesmente eles acordaram de um transe e descobriram que amavam tais pessoas. Para suprir a falta de interesse amoroso do herói, Gina surgiu como tapa buraco. Ela só ficou “interessante” ao ser o “objeto” de desejo de todo mundo, o que chamou a atenção do pobre coitado do garoto da cicatriz que, do nada, ficou boladinho porque a ruiva estava por aí se divertindo à beça. Não, né?

 

Nada contra ao comportamento da Gina, pois admiro mulheres com iniciativa, que não têm vergonha de ser felizes, que não deixam tabus idiotas as impedirem de nada. Se é uma música que a representa é Can’t Hold us Down da Christina Aguilera. Contudo, não dá para negar que a bruxa se tornou muito valorizada, estimada e visada apenas para ficar com o Harry. Hermione passou a vida inteira ao lado dele. Até a Luna teve participação ativa, bem como Draco que sabia mais do Potter que a Gina, gente.

 

Eu me lembro que, no auge do fandom, muito se falava que Gina ficaria com Harry por ela ter o mesmo tom de cabelo da Lily. Dito e feito. Eu nunca fiquei com tanta raiva passageira da Rowling, pois Harry e Gina não têm química. Enquanto Hermione era a garota certinha, inteligente, estudiosa e dedicada, a Weasley tinha que ser o contrário para ter impacto e para tentar amenizar a apatia do herói. Eu poderia ter mais respeito pela personagem se houvesse uma storyline, mas ela simplesmente surgiu e abocanhou o Harry. Até a Cho teve um pouco mais de história e justificativa para estar onde estava e o povo a detesta. Chorona Chang é a Taylor Swift de Hogwarts: pega geral e todos criticam. Daí, vem a Gina que faz o mesmo e é rainha.

 

E outra: desde quando o Harry gostava da Gina? Do mesmo jeito que a Hermione descobriu do nada que amava o Rony? Do mesmo jeito que a Tonks me perde um primo, mas estava ocupada demais chorando por não ser correspondida? Gente, eu não suporto a existência desse livro.

 

Eu não entendo metade dos plots que se desenrolaram em Enigma do Príncipe. Houve umas reviravoltas nos quesitos comportamento e personalidade que acabaram com justificativas dos “efeitos da puberdade”. Tonks não era mais adolescente, mas agiu como se fosse uma. Algo meio imperdoável! O mundo bruxo estava no auge de uma guerra e o povo resolveu ficar de brincadeira. Se fosse uma cena ou outra, tudo bem, mas o que diabos foi aquela Poção do Amor que me ocupou praticamente o livro inteiro? Eu vivi essa fase, sei bem como é se apaixonar, levar um pé na bunda e ver o cara que você gosta ficar com outra, mas a Rowling pesou a mão no show de dramatismo que de amoroso não teve nada. Isso danificou certos personagens, tais como a Gina que só serviu para acarretar um sentimento que não existia.

 

Gina ganhou um valor na trama que não merecia. Ela foi um joguete. A personagem só foi inserida para provocar uma dramatização que não nego o entretenimento, mas, quando caiu a ficha, especialmente como certos “sentimentos” foram “desenvolvidos”, o resultado final ficou pobre. Sei que a saga é maravilhosa no banho de mulheres fortes e independentes que se sobressaem dos homens, mas Gina é muito ruim. Simplesmente porque não tem caracterização e nem desenvolvimento.

 

Até a Luna teve mais atenção e mais importância. Até a Marieta traidora. Ainda tento entender o que tem de tão mágico na Weasley.
 

Amanhã o desafio continua com a seguinte questão: um fator que você mudaria na trama dos livros

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3