Menu:
20/jul

19. Diretor Favorito.

 

Uma coisa que sempre me incomodou no começo das adaptações de Harry Potter foi a troca de diretor. A transição de Columbus para Cuarón foi um choque, mas, depois dos efeitos de Prisioneiro de Azkaban, só tive que dizer amém por mais uma troca. Certeza que Cálice de Fogo seria destruído nas mãos dele. A transição de diretor para diretor fez bem dentro do possível, pois um vinha e corrigia o erro do outro. Quando o serviço empacou em David Yates, muitas coisas funcionaram, outras desandaram, mas ele sempre será meu diretor favorito.

 

Para mim, Harry Potter virou Harry Potter a partir de O Cálice de Fogo, sendo que isso deveria ter acontecido a partir de PdA. Houve uma mudança geral na quarta adaptação, não só de direção, mas de quem ministrava a trilha sonora. Sem contar os novos personagens, um detalhe que todo pottermaníaco estava ansioso para ver. Eu poderia citar o Mike neste post como favorito, mas daí veio David Yates sambando na cara de todo mundo e mandando beijinho no ombro para os haters em Ordem da Fênix.

 

O bom de ter o mesmo diretor é saber que não haverá mais mudanças bruscas, como aconteceu na transição de Câmara para Prisioneiro que, para mim, foi muito impactante. Yates pegou a essência da coisa toda, especialmente de batalha. Harry Potter pode ser uma história de heróis e de vilões, mas, acima de tudo, sempre pediu elegância. Não só no figurino, como no cenário também. Sirius melhorou muito na Ordem, Hermione parecia outra pessoa, até o Dumbledore do Michael ficou mais aceitável. Eu diria que a permanência de Yates foi em um momento bastante propício, pois a saga pedia uma só pessoa para levá-la até o fim. Mudar os diretores por mais 3 anos causaria uma lambança visual. Ainda bem que ele ficou.

 

Lembro-me de muitas críticas ao trabalho dele, porque se é uma coisa que não dá para negar é que PdA foi bem fiel, algo que não aconteceu muito no desenrolar do trabalho de Yates. O problema é que muitos fãs ainda não entendem que certas coisas precisam ser compactadas a partir do que se tem nas mãos. Se a Cho Chang saiu como a dedo-duro no lugar da Marieta, não foi porque o diretor ou o roteirista quiseram, mas porque não valia a pena contratar alguém só para exercer esse papel. Claro que, para quem não leu os livros, é uma baita enganação, mas é cinema. Cinema sempre esfaqueia uma história para torná-la adaptável, especialmente vinda de livros. Honestamente, não tenho do que reclamar sobre o trabalho do Yates. Ele, na companhia do Kloves, levaram o melhor da magia para as telonas.

 

David contribuiu para deixar os filmes mais intensos, mais tenebrosos e mais instigantes. Ele soube poupar muitas coisas para inseri-las no futuro. Sem contar que Harry Potter sofreu uma evolução nos efeitos especiais, bem como na amplitude de trama. Até a atuação da galera ficou mil vezes melhor (Daniel ficou menos de boca aberta). Meu coração é bem dividido entre Mike e ele, pois os dois realmente mostraram o que é a saga. Simplesmente, esses diretores quebraram as amarras do que foi feito antes e colocaram toques marcantes e característicos do próprio trabalho.

 

Yates foi a melhor coisa que aconteceu nas adaptações da saga. Não nego.

 

Amanhã o desafio continua com a seguinte questão: Trilha Sonora

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • heyrandomgirl

    Eu gosto da fotografia de PdA, e algum detalhe ou outro. Se fosse pra ter pegada adolescente, que fizessem o Cuarón cuidar de Enigma. Tenho certeza que ele faria um serviço bacana, mas não boto minha mão por ele em nada que envolva fantasia. Ele pegou o viés errado na hora de dirigir esse filme e cagou metade da magia toda ><'

  • Isis Renata

    *-* Yates foi um lindo mesmo e fiquei feliz de não trocarem de diretor também no final pois deu mais essência para o desfecho

    gosto do estilo do cuarón, a questão de sua fotografia e de querer mudar hogwarts ^^ achei ela mis pública do que quando era Colombus, pois parecia algo inalcançável.
    sei que foi uma mudança brusca e extrema, mas como era uma mudança também de criança para adolescente, acredito que cuarón caiu bem na hora 😉

    beijos sua linda!