Menu:
22/jul

21. Cena perfeita no livro, mas não inclusa nos filmes.

 

Uma das minhas grandes reclamações no que condiz às adaptações já foi falada aqui, quando desci a lenha em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Além desse filme, o que me deixou bem irritada foi o descaso com algumas cenas que tinham muito potencial nos livros, mas nem ganharam um frame. Esse sentimento meio que passou batido até Cálice de Fogo, onde muita coisa foi ignorada. Porém, conforme os livros aumentaram a quantidade de informações, mais a tesoura trabalhou, sendo que não podia. Claro que senti vontade de pegar o Yates e o Kloves para dar umas porradas, mas daí me lembro de que Rowling teve envolvimento em todos os roteiros e nada teria acontecido sem a bênção dela. Então, amém!

 

Uma das cenas que me deixou bem furiosa por ter sido eliminada foi o Harry mandando ver no escritório do Dumbledore. Eu queria muito vê-la por ser um ponto-chave da ignorância do personagem com relação a sua missão. O Escolhido passou 4 anos querendo respostas, surtou dignamente em Ordem da Fênix, e o que ele fez foi apenas um reflexo de como agiria nos próximos anos. Esse é o momento que tudo na vida do Harry mudou e que não poderia ter ficado de fora da adaptação, especialmente por ter sido o auge da sua petulância. A puberdade, os ânimos à flor da pele, a irritação de todo mundo saber mais da vida dele que ele mesmo não deveriam ter passado pela tesoura.

 

Enigma do Príncipe teve todas as cenas das memórias do Dumbledore filmadas, mas nem todas foram usadas. Por serem o coração da trama, elas não podiam ser meramente descartadas. Lembro-me que estava cortando os pulsos para ver os mistérios do Lorde das Trevas serem revelados nas telonas e acho que, nesse caso, não tinha desculpa. Já não houve o velório do Dumbledore (ainda bem, pois sairia da sessão porque não sou obrigada) justamente para ter mais tempo, mas nada foi aproveitado direito. Enigma é o filme que tem mais reclamação. Sem contar que é o livro mais chato. Vale mencionar o corte do duelo final, um detalhe perdoado porque seria um repeteco. A treta já estava garantida em Relíquias da Morte e acho que duas batalhas seguidas anulariam a magia da coisa toda.

 

Em Relíquias da Morte, fiquei bem aborrecida por terem cortado a participação dos Dursley. Fiquei ainda mais enfurecida ao descobrir nos extras a cena deletada da Petúnia em que ela menciona a irmã depois de tanto tempo para o Harry. Achei uma mancada homérica terem cortado o casal que foi responsável pelo início da história do menino bruxo. É algo assim que não perdoei até hoje, sério. Outro ponto que me deixou chateada foi a ausência do Potterwatch que contou com a participação de alguns membros da Ordem da Fênix (o Remus <3). Ouvir o programa pirata era um meio reconfortante para o trio que migrava para não ser capturado por Comensais da Morte. Tudo bem que a narrativa aconteceu solta no ar – se não me engano –, mas a graça era escutá-la dentro da tenda. Vale dizer que fiquei para morrer quando Remus não me aparece anunciando a paternidade e o Harry todo fino dando uma patada nele (que foi necessária, vamos combinar).

 

Enfim, há muitas coisas que senti falta. Enumerá-las só me faz querer arrancar os olhos.

 

Amanhã o desafio continua com a seguinte questão: dois atores do elenco

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Isis Renata

    o chato é saber que nada iria na tela sem a aprovação da tia Jô, ><
    eu senti falta de inúmeras coisas. queria também mais histórias do Dumble e mais lembranças da penseira. e toda a história na telona.
    confesso que queria o enterro do sr D, por razão da união em Hogwarts.
    de básico que me lembre, é isso 😉