Menu:
08/jul

7. Personagem que menos gosto.

 

Eu tentarei ser muito breve para poder falar do personagem que menos gosto, pois a probabilidade de me exceder é altíssima. Escolher o Dumbledore foi fácil e acredito que eu seja a única pessoa do planeta que simplesmente não o suporta. Ele bem que tentou me convencer em Harry Potter e a Pedra Filosofal e Harry Potter e a Câmara Secreta. Depois disso, foi uma sequência de falso brilhantismo que só funcionou porque a Rowling conseguiu muito bem tapar todas as falhas dele com frases prontas. Se é para falar bonito, os políticos estão aí para isso. A partir do momento que me despi do Mundo de Fantasia – Estrelando Dumbledore, apenas vi um personagem fraco e um completo fiasco. Perto dos conselheiros que norteiam os heróis da história em muitos livros por aí, esse senhor se resume em uma única palavra: vergonha.

 

Eu compreendo que o papel principal do Dumbledore foi nortear o Harry a fim de prepará-lo para o confronto com o Voldemort. Considerando a conclusão de Relíquias da Morte, o diretor sabia muito bem do futuro do menino bruxo e apenas o guiou para aquele momento. No que condiz à trama, eu respeito isso, pois se é uma coisa que a Rowling usou muito bem foi os mandamentos da jornada do herói. O que me mata com relação a esse personagem é que ele foi um bruxo acomodado, muito bem protegido pela posição que tinha. Inclusive, ele tratou todo mundo como peão dos planos dele. Há poesia de que ele fez o que fez pelo Harry, mas isso é conto para boi dormir.

 

Considerando a prof.ª McGonagall, essa senhora fez muito mais por todo mundo. Enquanto o diretor estava em algum canto do planeta (e depois na tumba), ela quem colocou a mão na massa, algo que nunca o vi fazer. O bruxo é um exemplo das piores pessoas que existem na Grifinória, aquelas que não veem nada além do próprio umbigo. Se alguém ainda julga o Voldemort pela quantidade de mortes, eu peço que pensem sobre aqueles que morreram “por serem homens de Dumbledore”. Assim, outro nome que daria a esse senhor é: irresponsabilidade.

 

Eu peço que, a partir deste parágrafo, vocês leiam este texto como se a Rowling não fosse responsável pelas escolhas dele. Só assim para entender onde quero chegar.

 

Meu asco pelo Dumbledore começou em Harry Potter e o Cálice de Fogo. Rowling fez um milagre tremendo ao colocar o diretor como o rei do camarote depois de uma sequência de escolhas abusivas. Por mais que seja ficção, um diretor consciente do seu trabalho jamais se comportaria do jeito dele. Um dos grandes problemas de reler a saga quando você cresce é que o olhar é mais crítico. Conforme ganhei maturidade, me indaguei: como um diretor, dito o melhor bruxo de todos os tempos, aquele que o Voldemort se borrava, permite um Torneio entre alunos que mal saíram das fraldas?

 

Estudantes com 17 anos foi tolerável, pois é a maioridade bruxa. Mas, “forçar” o Harry a competir só porque o Cálice quis foi um belo chute no estômago. A desculpa infundada do Dumbledore é digna de filme que se chamaria: A Culpa é do Cálice de Fogo. De todas as pessoas mais velhas da sala, que realmente votaram contra o fato do Harry competir, esse senhor agiu de um jeito blasé e só faltou dizer: você vai competir porque Deus quis.

 

Sim, vocês vão me dizer que esse senhor viu potencial no Harry. Que ele confiava na capacidade do menino bruxo. Desculpa, mas quem fez isso o tempo todo foi a Hermione. Ela sim foi um ponto de equilíbrio fundamental. Dumbledore sabia disso e, no geral, fez muito pouco pelo Santo Potter. Ela não queria que ele competisse, mas o diretor permitiu que isso acontecesse, como se o Cálice fosse lançar em Hogwarts uma maldição de 1.000 anos, algo muito Disney. Tenho certeza que Lily jamais deixaria o filho participar dessa zoeira, independente de Cálice, do Ministério, do orgulho e tudo mais. James até que poderia incitar isso por ter sido um tremendo arrogante, não sei (mas ainda o amo).

 

Só achei o cúmulo o tal bruxão simplesmente deixá-lo enfrentar tarefas das quais não estava preparado e que poderiam simplesmente matá-lo. Daí, tem outro problema: Rowling nos deu, em cada livro, a certeza de que Harry não morreria. Ao menos, não até o Voldemort retornar. Então, no Cálice, estava escancarado de que ele passaria pelas tarefas e isso soou como algo que Dumbledore já sabia. Isso ajudou a tornar esse senhor o ser mais genial do planeta, sendo que a escrita o beneficiou.

 

Em contrapartida, o que ela me deu foi um personagem que não manja nada de liderança e que apresentou grande incapacidade de controlar a escola. Ok detestar o Ministério, mas o bem-estar dos alunos deveria ser a maior prioridade dele, não? Admito que ele teve um comportamento muito bom em Ordem da Fênix, nunca me esquecerei dele protegendo a Sibila, mas nada me fez esquecer o que aconteceu antes. Não, não acho que permitir que Harry competisse foi voto de confiança. Foi porque a Rowling quis, ué. Um diretor sensato impediria e os seguidores do Voldemort teriam que ter uma alternativa (outra falha é o Lorde nunca ter tido um plano B para nada).

 

Essa parte do Harry competir é perdoável, pois, sem isso, não haveria 4º livro. Meu asco pelo Dumbledore se firmou realmente quando houve a incapacidade de reconhecer Olho-Tonto Moody. Mais uma vez, Rowling teve que manter o suspense, mas, tirando isso, Dumbledore se definiu oficialmente como um irresponsável. Na boa, ele conviveu com Moody praticamente a vida inteira. Bartô Crouch Jr. teve quanto tempo para substituir o Auror? Um mês depois da Copa de Quadribol? Sério mesmo que o Comensal foi tão sagaz na atuação (deem a ele um Oscar)? Sério mesmo que o Dumbledore caiu nisso? Não adianta vir me dizer que o diretor estava à espreita. Se tivesse, Harry não tinha entrado no labirinto. Se tivesse, Cedric não teria morrido.

 

Novamente, é questão de trama, mas isso não me impediu de desacreditar de um homem que deveria ser o grande escudo de Hogwarts. Eu passei a desacreditar de um homem que tinha que ter atitudes que não o contradissessem. Um personagem dito tão bom não reconhece o chefe dos Aurores? Nem os trejeitos? Nada, nada?

 

Senta lá, Claudia!

 

Tudo bem, Harry passar por aquilo fez parte da jornada do herói. Ele precisava amadurecer porque Dumbledore sabia da profecia e sabia que o bruxo era o único a derrotar o vilão da história. Tudo o que ele enfrentou em 4 livros foi um treinamento gratuito. Mas, se Dumbledore fosse tão bom, tão grandioso e tão brilhante, não teria deixado metade da zoeira em O Cálice de Fogo acontecer. Nem metade da zoeira em Ordem da Fênix.

 

Tchau, velhinho! (Stefs batendo palmas no cinema sozinha)

 

Por esse e outros motivos que a morte do Dumbledore foi a melhor coisa que aconteceu na saga para mim. Como um ser fabuloso nem mesmo desconfiou que Voldemort era parasita do Quirrell? Como uma pessoa confabula a própria morte? Isso não fez sentido e não consigo acreditar que as pessoas da Ordem foram capazes de atuar dentro de uma facção organizada por um bruxo que não tinha nem objetivo e nem estratégia. O que havia era “tudo por cima”. Nada aprofundado. Eu não me lembro do Dumbledore sentar com esse povo e bolar planos para enfrentar o Voldemort e os Comensais da Morte.

 

Eu amo muitos integrantes que a compõe, mas não posso deixar de dizer que todos pareciam um bando de baratas tontas que tiveram que tomar decisões sozinhos e foram, em demasia, ineficientes. O que aconteceu no Ministério da Magia na Ordem da Fênix foi uma desorganização. Sirius não teria morrido se houvesse um líder de verdade e a Ordem não tinha liderança. Por mais que todos se dessem bem e reconhecessem a capacidade um do outro, faltou um boss para coordenar todos os planos.

 

Podem falar o que for, mas Voldemort puxava a orelha dos seus funcionários. Dumbledore fundou a Ordem da Fênix e deveria ter se posicionado como líder, especialmente por ter sido aquele que o Lorde das Trevas sempre temeu. O que ele fez? Muito, mas ao mesmo tempo nada. Tendo como exemplo personagens como Gandalf, Dumbledore foi um personagem medíocre. Reforçando o que ele provocou na própria família – abandonar a irmã e ganhar o desprezo do irmão – é fácil notar como esse senhor era um ser humano muito pobre de espírito.

 

Outra coisa que me revolta é que, se Dumbledore fosse bom, ele jamais teria deixado famílias ingressarem na Ordem da Fênix. Ele jamais deixaria os Weasley assinarem o contrato de óbito. Tudo bem que foi escolha da Molly e do Arthur, como dos filhos, mas exércitos são formados por pessoas preparadas. Aurores, nesse caso. E a saga sofreu com essa deficiência. Por causa dessa entonação familiar, a coisa toda desandou e, o mais épico, é que o Dumbledore foi tão esperto em morrer que nem teve tempo de sentir peso na consciência ao ver pais perdendo filhos e mais crianças ficando órfãs. Bem espertinho ele.

 

Dumbledore teve a sorte de ter Rowling como criadora. Eu nunca entendi o papel dele, pois, para mim, ele não guiou Harry. Lembro até hoje dos boatos de que ele era um vilão e, sendo bem sincera, preferiria se isso tivesse acontecido. O que foi dado ao personagem foi uma penca de frases prontas, algumas muito inspiradoras, claro. Por mais que ele tenha muitos defeitos e eu o deteste, não posso negar que o bruxão, de certa forma, era inteligente. Porém, Dumbledore nunca foi brilhante para mim.

 

Sei que não faria sentido Rowling permitir que ele revelasse coisas demais ao Harry, pois uma das magias da saga é o poder da descoberta. As reviravoltas. O menino bruxo é naturalmente curioso e o diretor apenas lhe dera nós para desatá-los, justamente por estar consciente desde sempre sobre a profecia. Ele não poderia interferir muito – ou não haveria saga –, mas há certos comportamentos que simplesmente me deixam trêmula só de relembrar. Eu não tenho vergonha de dizer que o profº. Dumbledore não passou de um acomodado. É muito fácil dar conselhos diretamente da poltrona mais confortável de Hogwarts. Até eu queria esse emprego.

 

Resumidamente, Dumbledore se deu bem por causa do contexto da trama. No final das contas, esse senhor serviu de exemplo para mostrar o lado péssimo da Grifinória. Ele e o Peter Pettigrew poderiam dar as mãos e dançarem uma valsa.

 

E é melhor parar por aqui antes que isso vire uma tese de como detestar o Dumbledore.

 

PS: tenho certeza que a Umbridge ficou feliz por não ter sido vítima deste post.

 

Aguardando os haters no meu trono de ferro.

 

Amanhã o desafio continua com a seguinte questão: membro da Ordem da Fênix.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • heyrandomgirl

    PESSOAS QUE RESPONDERAM SNAPE TÊM MEU AMOR ETERNO <333 HAHAHAHAHAHAHA

  • heyrandomgirl

    Eu tbm tentei duramente aceitar essa "folga" que o Dumbledore dava ao Harry porque fazia parte do contexto da trama e tal. Mas há certas coisas que são imperdoáveis, ainda mais para um personagem dito como de alto padrão como ele. Sei que ele disse coisas mto legais para o Harry, mas, é como disse no post, ele fez tudo e ao mesmo tempo não fez nada.

    Umbridge renderia um post cheio de piadinhas, mas não tava inspirada hahahaahahah

    PS: apenas amo pessoas que dizem que odeiam o Snape. Elas são verdadeiras <3

  • heyrandomgirl

    Mas vc pode odiar a Hermione à vontade, marida! HAHAHAAHHHAAHAH Falar sobre o Dumbledore foi apenas para perder a timidez porque tenho mto mais o que dizer sobre este senhor. Simplesmente não me desce. Pior raça de bruxos #alok hahahaahahha

    [PS: Diga a ele que nunca recebi a Marca Negra Hahahahahahahaha #injustiça]

  • Mônica Oliveira

    Mas quanto ódio nesse seu coração, marida! Depois desse post eu me sinto no direito de não gostar da Hermione e ficar ok com isso, hahaha. Nunca morri de amores pelo Dumbledore, mas também nunca tive nada contra, apesar de concordar com tudo que você falou aqui.
    (ps: Tiago pergunta se você é Comensal XD)

  • Isis Renata

    é gente hahaha nunca achei o Dumble tão Alvo assim.
    Ele perdeu meu respeito um pouco mais tarde, na questão familiar. Antes eu até tentava deixar pra lá as razões dele deixar o Harry simplesmente correr perigo.
    tu bem sabes que meu ranço tem o nome de Snape por razões de Sirius, mas mesmo com ranço, ele não é o personagem que menos gosto.
    Ele perde fácil para Bellatrix. novamente razões de Papai e o fato dela ser insuportável >< hahaha sei que a maldade e lealdade dela dão orgulho, mas ai pelo amor. não suporto HAHAHA
    em segundo fica Umbridge, mas essa aí todos detesta

    beijo ♥