Menu:
08/jul

6. O personagem que mais gosto.

 

Eu tive que pensar tanto, mas tanto para responder esta pergunta. Tudo porque, em 2011, fiz alguns posts aqui no blog sobre os meus principais amores com relação à saga em meio à despedida final do maravilhoso mundo de J.K. Rowling. Falei dos Marotos, dos Malfoy, dos Weasley… Por causa disso, tive que pensar bastante para não cair no repeteco. Conforme respondia as questões futuras, minha lista de bruxos adorados diminuía, o que acarretou em mais complicações para decidir o desafio de hoje. Depois de muito analisar minhas opções restantes, me senti no direito de falar de Arthur Weasley.

 

Por mais que não goste de todos os Weasley (entendam que isso é um mal sonserino), o Sr. Weasley é um dos modelos positivos muito bem situados na saga. Eu o acho incrível de todas as maneiras possíveis e inimagináveis. Ao longo dos livros, Arthur agiu de um jeito admirável ao manter a cabeça sempre erguida perante as críticas contra sua família e contra seu respeito pelos trouxas. Ele é aquele tipo de pessoa que extravasa o amor por algo ou alguém de um jeito ingênuo, mágico, como uma criança diante do presente de Natal. Literalmente, ele abraça o lema do Pat em ver o lado bom da vida.

 

Essa simplicidade do personagem me toca e eu o admiro muito por causa disso. Dificilmente uma pessoa consegue viver tão bem com tão pouco, né? Não deve ter sido nem um pouco fácil ser motivo de chacota, especialmente por trabalhar no Departamento mais desfavorecido do Ministério da Magia. Nada como manter a cabeça erguida e um tremendo sorriso de satisfação no rosto. Algo assim muito inspirador.

 

O fato do Arthur ser fascinado pelo estilo de vida dos trouxas rendeu a ele uma curiosidade infantil. Eu queria ver o mundo sob a ótica dele. Deve ser awesome! Ele pode não ter ganhado tanto espaço para mostrar mais da sua graciosidade, mas, o tanto que lhe foi oferecido na saga, foi o suficiente para eu me apaixonar e querê-lo por perto. Essa ingenuidade e esse deleite em abraçar momentos simples servem de exemplo para qualquer um.

 

O Sr. Weasley preferiu ser humilde a ser como tantos sangue-puros que vivem à mercê do dinheiro. Como disse, os Weasley viveram muito bem dentro do que era possível. O amor os unia e isso bastava. Arthur não se escondeu por amar os trouxas ou por ser pobre. Enfrentar o preconceito o deixou mais forte. Ele nunca abaixou a cabeça ou deixou que o fato de ser minorizado o fizesse agir contra tudo que acreditou. O confronto com Lucius Malfoy em Câmara Secreta é a prova disso. O bruxo ficava sim constrangido com as insinuações negativas às carências da família, mas jamais quis mudar por conta disso.

 

Por isso mesmo, Arthur nunca se deixou levar pelo negativismo alheio. Tenho certeza que isso inspirou os filhos, especialmente por terem crescido em um ambiente mais humilde. Foi difícil, mas Molly não deixou que o grande homem que é Arthur Weasley padecesse pelas críticas.

 

Arthur deve ter acalmado demais a mulher, pois coração de mãe tem aquela parte que sempre acha que poderia dar mais aos filhos. Ele deve ter lhe dito que aquilo que tinham era o bastante, que suportariam as intempéries, que os apertos poderiam muito bem ser combatidos se todos permanecessem unidos. Eu nunca detestei tanto o Percy quando ele quebrou essa corrente por causa da ilusão de ser melhor que os irmãos, ao ponto de achar o próprio pai uma pessoa indigna de se orgulhar. Sempre tem que ter o filho mais arrogante, não é?

 

O que acho muito bonito no Arthur é esse jeito espontâneo, otimista, engraçado. Mesmo com o mundo caindo, ele não perdeu o jeito bem-humorado e inspirou as pessoas ao redor dele. Meu coração ficou aos pedaços quando ele foi ferido e ficou naquele estado deplorável em Ordem da Fênix. Ao menos, Rowling teve a decência de mantê-lo vivo.

 

Arthur mostrou ao longo da saga que é possível viver com muito pouco, desde que haja amor suficiente. Literalmente, a música dele é All You Need is Love.

 

Amanhã o desafio continua com a seguinte questão: o personagem que menos gosto.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Mônica Oliveira

    AI QUE MANÉ! HAHAHAHAHAHA

  • heyrandomgirl

    Ai vou mandar o Hitler exterminar as fangirls do Sirius HAHAHAAHAHAHHAAHHA #brinks Gente, essa pessoa só conseguiu me conquistar em Hogwarts e isso só foi acontecer por influência da escrita. Nada mais. Não fui cativada por esse senhor não HAHAAHAHAHAHAHAHHA

    Agora Sr. Weasley é amor, é paixão <3

  • heyrandomgirl

    SiriuZZZZzzzzzZZZ HAHAHAAHAHHA <3

  • Isis Renata

    TE ENTENDO MONICA ♥
    Sirius é o cara das nossas vidas. tenho orgulho de sempre dizer que levo o nome Black como fã da saga *-*

  • Mônica Oliveira

    Adoro Papa Weasley, ele me lembra um pouco meu sogro, hahaha <3
    Mas minha resposta é Sirius e sempre será Sirius! Admiro ele pela figura paterna que ele é pro Harry, mas principalmente pela sua história. Eu cheguei a ficar triste por meses quando me toquei que o homem da minha vida era o Sirius e que ele só existe nos livros, HAHAHA. Mas é sério, é um cara que eu dava tudo só pra ser amiga.

  • Karla Kelvia

    Ainn, adoro o paizão Weasley! Mas, prima, como eu não sou fascinada por Marotos ou outros personagens e tal, os meus favoritos já são os msms que citei ontem rsrsr