Menu:
21/ago

No mês passado, rolou um dos meus eventos favoritos, a Comic-Con, claro. Devido a minha ausência, não tive disposição para postar o que rolou de melhor (e que automaticamente se encaixa nas pautas do Random Girl), mas isso não significa que esqueci. Afinal, se tornou uma tradição desde que este blog existe, então, acompanhem meu lado fangirl com a 1ª parte desse digno #TBT cheio de informações que me deixaram com os cabelos em pé.

 

O painel de Teen Wolf rendeu informações valiosas, tais como a renovação para uma 5ª temporada que terá 20 episódios e a promoção de Dylan Sprayberry, o Liam, como parte do elenco regular. Essa é uma das poucas séries adolescentes que fico muito feliz com a sobrevida, pois, mesmo que a 4ª temporada esteja um pouco a desejar, não tem como largar o vício (e o elenco contribui e muito para isso). Deu saudades de ver a Crystal com a turma. #saudadeAllison

 

Alguns pontos que me deixaram com a pulga atrás da orelha foram esclarecidos, como a ausência do Danny, um furo que não foi explicado desde que a 4ª temporada começou. Jeff garantiu que o personagem não foi descartado para sempre da série, porém, não há previsão de retorno. Em tese, ele está ausente por saber demais da vida sobrenatural de Beacon Hills. Danny acabou sequestrado, é? Não sei, mas acho que rolou treta nos bastidores.

 

Um dos meus maiores shippers de Teen Wolf é o Xerife e a Mama McCall. Saibam que já rolou uma conversinha no Writer’s Room sobre esses personagens + um viés amoroso. Isso tem cheiro de negociação. Tenho esperanças, ainda mais com 20 episódios pela frente.

 

Hoechlin falou sobre o dilema de Derek em perder os poderes. Sobre isso, o ator afirmou que o personagem terá que descobrir quem realmente é sem ser um lobisomem. Eu não percebi isso no decorrer da 4ª temporada, mas tudo bem. No geral, Derek terá que fomentar a própria identidade (no mínimo com o auxílio do seu investimento chamado Braeden).

 

O mistério sobre o lado Banshee de Lydia será um plot de longo prazo. Para quem acompanha a série, os episódios 4×09 e 4×10 abriram um largo caminho na storyline da personagem e que, pelo que foi falado na Comic-Con, não acabará. Ok que acho uma baita enrolação, mas, considerando que essa é a mitologia da família Martin, é preciso entender onde ela começou. Por causa dessa necessidade de saber o que é e se aceitar, a vida amorosa de Lydia estará em pausa. Porém, Holland fez um tease sobre a possibilidade de haver alguém lá no final da temporada. Parrish?

 

Quando vocês menos esperarem, postarei um texto completo sobre Hannibal (que está muito, mas muito atrasado, diga-se de passagem). Para quem acompanha a série, o season finale da 2ª temporada doeu em todas as partes do corpo. Foi poesia (sádica) pura! No painel da Comic-Con, a curiosidade unânime foi: quem sobreviveu ao massacre? Uma das coisas que Bryan Fuller aprendeu ao longo da produção de séries (como a famosa Pushing Daisies) é tratar cada fim de temporada como um series finale. Não é à toa que o último episódio da S2 de Hannibal teve o gosto amargo de conclusão.

 

Esse tom de fim não afetará em nada a 3ª temporada, pois haverá um belo salto no tempo para segurar o mistério de quem se manterá na série. O que me empolgou bastante foi a confirmação de Fuller ao EW Radio de que a próxima temporada mergulhará no plot do livro Dragão Vermelho. O 1º episódio da 3ª temporada contará com flashbacks e os esclarecimentos sobre quem sobreviveu aparecerão a partir do 4º (um detalhe que já achei meio demorado). A nova jornada de Hannibal dará a impressão de um novo piloto, especialmente por causa da inserção de new faces.

 

A comida é a parte essencial do universo de Hannibal e as receitas da vez serão italianas. Isso pontuará a localização do personagem. O FBI passará metade da temporada no encalço dele, então, que ele consiga estocar órgãos suficientes no freezer.Por enquanto, Laurence Fishburne meio que confirmou a sobrevivência do Jack, mas, como ele está com a agenda cheia de pontinhas na TV, abrir espaço para participar de Hannibal soa muito com flashbacks. Outro personagem que tem retorno garantido é o doido do Dr. Chilton.

 

Agora, uma pausa para rir dos bloopers da 2ª temporada.

 

 

A dificuldade do Fuller ainda é obter os direitos do livro O Silêncio dos Inocentes. A história ainda “pertence” à MGM, e isso inclui a minha caríssima Clarice. O showrunner está otimista com essa negociação interminável e eu espero que ele consiga. Não há Hannibal sem Clarice, e tenho dito.

 

Para começar, não há promessa de passagem de tempo para a 3ª temporada de Bates Motel. Os personagens estarão em uma nova fase de adaptação, lidando com as consequências. Haverá até uma reflexão sobre a realidade de que todo mundo morre em White Pine Bay que acarretará na seguinte indagação: quando você elimina as pessoas más isso quer dizer que outras aparecerão ou a cidade conseguirá se manter sem esses tipinhos? É uma ótima pergunta, especialmente porque Kerry Ehrin (a showrunner) afirmou que a história do policial Romero será explorada. Fiquem felizes junto comigo, pois há possibilidades dele se envolver com a Norma. Que fique bem claro: possibilidade… Ai! Eu shippo demais!

 

Vera Farmiga (rainha da minha vida) foi abordada pela mesma pergunta sobre o beijo que rolou entre Norma e Norman mil vezes e mil vezes ela afirmou que foi um gesto inocente, uma medida desesperada de uma mãe maluca em convencer o filho a não fazer uma bobagem. Fim da polêmica (que para mim não teve nada de polêmica)!

 

Uma das boas novas com relação a 3ª temporada de Bates Motel é que Kenny Johnson será uma figura recorrente. Ele repetirá o papel de Caleb, o irmão da Norma. Carlton Cuse (o outro showrunner) contou ao EW que os escritores e os atores se apaixonaram pelo personagem, pois ele tem um lado misterioso que combina com a série. É uma boa ideia, pois achei a curta presença dele na temporada passada muito a desejar. A tentativa é aprofundar a storyline e eu já estou bem empolgada. Caleb é aquele tipo de homem que desafia todas as expectativas.

 

Quem retornará também é a Bradley. Quem precisa dela? A dramatização da personagem no começo da 2ª temporada me deu nos nervos. A parte boa é que a reaparição será dividida em pontinhas, mas com a promessa de que todas serão significativas. Quero só ver! Bradley aparecerá lá no meio da temporada e espero que não envolva o Dylan.

 

Ainda houve debate sobre quando Norman começará a se portar como a mãe dele ao ponto de se vestir como ela. Sem dúvidas, esse será o momento de ouro de Freddie, pois é isso que faz o universo de Psicose (e outros fatores) tão especial. Esse assunto ficou solto no ar, pois não é uma coisa que acontece de uma hora para a outra. Freddie disse ao EW que é um processo lento, que aparecerá em certo ponto. Até então, o personagem já sabe como dominar a dupla personalidade, como aconteceu na briga contra Caleb no quarto de hotel, o ápice da dualidade dele ao discutir como se fosse a Norma. Espero que não demore tanto.

 

PS: fiquei NO CHÃO com a careca da Olivia. Não, ela não estará assim na nova temporada de Bates Motel. Depenar a cabeça faz parte do papel dela na adaptação Me & Earl & The Dying Girl, inspirada no livro de Jesse Andrews. Até lá, acho que teremos as madeixas dela de volta.

 

Abaixo, os atores queridos dessa série mostram como foi fácil a audição para ingressar em Bates Motel (do jeito mais troll do mundo, claro).

 

No próximo Throwback Comic-Con (2014), The Vampire Diaries e The Originals aparecerão por aqui. Enquanto isso, assistam o que citei neste texto, obrigada!

 

Vídeos podem sair do ar a qualquer momento. Todas as informações foram tiradas de diversos sites, como EW e TV Line.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3