Menu:
29/dez

Eu sei! Não fui a melhor pessoa com o blog este ano, mas isso aconteceu porque estava empenhada demais em finalizar o We Project (algo que conseguirei cumprir já no dia 31 de dezembro deste ano). Mesmo empacada com os afazeres da “minha vida de escritora”, isso não significa que coisas boas foram impedidas de alcançarem o Random Girl.

 

Eis a retrospectiva 2014 deste antro aleatório:

 

Janeiro

 

Meu pedido de demissão. Não poderia deixar este imenso detalhe de fora por motivos de: foi a decisão que deu início ao meu duelo em 2014. Ela marcou meu objetivo de me dedicar full-time ao We Project (sempre quis escrever algo assim para saber a sensação. E é awesome!).

 

Fevereiro

 

O Random Girl fez parte da Semana Esther em parceria com a editora Intrínseca e aniquilei mais uma horcrux ao assistir ao show do Imagine Dragons.

 

Maio

 

O show do Fall Out Boy marcou a semana do meu aniversário (e matei outra horcrux, a mais velha de todas). Parece até que mais cabelos brancos brotaram na minha cabeça depois disso.

 

Assisti X-Men: Dias de um Futuro Esquecido antes dos inimigos. Foi outro presentão de aniversário. Sem contar que o mesmo filme foi tema do meu aniversário e ganhei cupcakes melecados das amigas.

 

Junho/Julho

 

Teve Copa e a Copa deixou saudade.

 

Agosto

 

Conheci a Cassandra Clare. Sim, a escritora de Os Instrumentos Mortais (e ela foi muito atenciosa e fofa com a minha pessoa).

 

Setembro

 

Tomei coragem e deixei minha paixão pela Bethany Joy Lenz falar mais alto. Esse foi o mês que marcou o nascimento do fansite dedicado a ela (tem o banner ali na lateral do blog) e tem sido, até então, uma das melhores coisas que fiz em 2014. Estou conhecendo muitas pessoas bacanas e, melhor, viciadas eternamente em One Tree Hill.

 

Outubro

 

Show da Jarolda diretamente de Mars. E conheci minhas meninas from Mars também. E como prometi um texto para elas, aqui vai (post adaptado):

 

É por essas e outras que acredito muito na tese de que certos encontros não acontecem por acaso. Qualquer pessoa entra na sua vida por um motivo. Não apenas por um gosto, mas por uma seleção de sentimentos, por vezes, indescritíveis. O que se eleva é o fato de se sentir bem ao redor de pessoas engraçadas, com as mesmas paixões, com os mesmo bicos de lamentação. E essa panelinha de Marte fez meu dia antes, durante e depois de show.

 

Eu disse que afirmaria que as amava, então, amo-as. <3

 

Novembro

 

Consegui tirar meu registro de jornalista e não faço a menor ideia do que fazer com ele.

 

Dezembro

 

Fim do We Project, yay! Claro que ainda faltam dois capítulos considerando a data de publicação deste post, mas já dou a missão como encerrada. E com sucesso! Houve muitas mortes, muitos tiros, muitas porradas, muitas lágrimas… Enfim, teve sangue.

 

Não menos importante:

 

– Em 2014 também comecei a resenhar as séries Teen Wolf, Chicago Fire e Chicago P.D.. Quem também pousou por aqui foi Once Upon a Time.

 

– Ganhei duas colaboradoras lindas de presente.

 

Esqueci mais alguma coisa?

 

Para 2015…

 

Não posso dizer muito sobre as mudanças que serão feitas no Random Girl, mas posso afirmar que elas estão em andamento. A meta é deixar tudo pronto a tempo do aniversário de 3 anos desta pequena grande casa, então, manterei meu bico fechadinho.

 

Há apenas algo realmente confirmado para o ano que vem – e que não adiantarei agora. Sou daquelas que segredam as coisas até ter certeza de que elas darão certo. Mas é algo tãoooo legal, que me fez chorar com o celular nas mãos. Então, apenas idealizem o quanto foi uma conquista importante e que já definiu parte de 2015.

 

Espero reencontrá-los quando a programação normal do Random Girl retornar (o que imagino que seja na segunda semana de janeiro)!

 

PS: ainda tem mais um post este ano.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3