Menu:
06/fev

O post de hoje tem um gostinho especial: o dia em que mudei o nome desta casinha de Bipolar Taste para Hey, Random Girl. Por mais que o nascimento deste espaço seja datado no dia 5 de julho de 2011, considero o dia 6 de fevereiro (de 2012) como o aniversário oficial.

 

É engraçado chegar aqui, depois de 3 anos levando um nome, e ver o quanto o blog foi longe. Geralmente, nenhum dos meus blogs vai longe. Nem quando Harry Potter estava no auge, pois sempre deletava ou mudava de nome… Enfim, o bipolar fazia sentido quando comecei a me empenhar neste não tão mais novo lar. No total, são quase 4 anos de trabalho, e isso é muito.

 

Chamo isso de vitória. Um sinal de que me apeguei demais a um projeto que antes não via futuro algum. Tudo era postado sem compromisso (ainda é) e, quando as mais diferentes pessoas começaram a encontrá-lo, percebi que o negócio estava ficando sério.

 

Não que isso me obrigue a ser séria. Quem acompanha o RG sabe que não sou séria. Posso ser chata de vez em quando, mas juro que sou divertida. Basta acompanhar meu Twitter. Maior prova da palhaçada sem limites.

 

Random Girl: uma história

 

Comentei aqui no blog que não me lembrava exatamente como essa ideia nasceu. Nem mesmo o nome. Random Girl, WTF? Fiz uma rebobinada em alguns posts e em algumas agendas, e a história voltou a minha mente. Fiquei nostálgica.

 

Tudo começou em julho de 2011. Tinha acabado de deletar outro blog, o saudoso Cappuccino & Sugar, porque não estava satisfeita com nada dele. Nesse mesmo período, comecei a ter uma aula muito, muito, muito legal na faculdade de produtos jornalísticos com foco no veículo web. E o professor era tão empolgado com as coisas, falava de boca cheia dos benefícios de ter um blog, que me vi retornando para o buraco de onde escapei.

 

Substituam ‘love’ por ‘blog’

 

Sentei e o Bipolar Taste nasceu. Até certo ponto, o nome me representou. Depois, não consegui mais me encontrar nele (o nome estava todo errado). Eu tenho sérios problemas com nome. Para mim, eles influenciam em tudo. Ainda mais quando se tem um blog. Ele precisa ser uma extensão do dono, assim como os posts.

 

Quando o encanto por Bipolar Taste acabou, as postagens pararam e passei dias, meses, horas, minutos e segundos matutando uma nova opção.Nesse ínterim, fazia um extremo esforço para não deletar o blog, porque ele tinha completado 1 ano. Sem contar que não queria perder meus posts sobre Harry Potter e nem os comentários. Me debati em busca de algo que simbolizasse minhas aleatoriedades. Que mostrasse que posso gostar de muitas coisas ao mesmo tempo e falar tranquilamente sobre elas. Que representasse a aleatoriedade que sou.

 

O bipolar virou sinônimo de aleatório que deu em Random. Faltava o complemento. Pensava firmemente em algo como um nickname. Um nickname que as pessoas facilmente associariam a mim.

 

Bipolar Taste acabou sendo um nome vago. Tão vago que não conseguia nem ver uma linha editorial para o blog. O que acontecia: escrevia coisas sem pé e nem cabeça só para manter o link ativo.No fundo do meu coração, eu sabia que este blog jamais seria um dos típicos voltados para entretenimento geral. Pior que só pensava nesse caminho, porque Bipolar Taste soava muito “vou cobrir entretenimento e será legal”. Não é à toa que isso influenciou em muitas postagens (boa parte foi deletada com a transição para Random Girl).

 

No fim, me vi incomodada porque não era isso que queria. Sites/blogs dessa categoria têm aos montes.Mesmo que escrevesse resenhas, esse “spin-off” de mim mesma deveria manter o aspecto de diário. Um diário aberto, pois queria escrever sobre coisas que amo, bem como atrair pessoas que também apreciassem as mesmas coisas, ou pensassem de forma parecida. Inclusive, queria que qualquer um compartilhasse suas aleatoriedades comigo. Não queria ser mais uma falando dos mesmos assuntos. Até porque, em tudo que escrevo, há uma tremenda dose de sentimentalismo. Vocês bem sabem…

O insight final não veio de um sonho lindo ou de uma busca no Google. O resto do “Random” veio da série New Girl, a grande novidade da época.Agradeço a Jess, personagem da Zooey Deschanel, e que ilustra este post, por ter me feito acrescentar o Girl no Random. O Hey veio da trilha dessa série também. Tarefa feita.

 

Stefs feliz da vida… Quase. A treta interna empacou o caminhar da carruagem. Por quê? Pensando na conotação em inglês, Random Girl é meio que uma “gíria” com várias entonações e sentidos. O mais popular é “garota qualquer”. Um tratamento dos boys gringos que beijam uma garota X na balada, por exemplo. Minha alegria de finalmente ter encontrado um nome ideal se esvaiu por dar de cara com um “termo” que poderia ter a interpretação errada.

 

Mesmo com esse receio, que me corroeu por dias, mudei a URL e dei adeus a Bipolar Taste. Quando larguei o “.blogspot.com” para “.com.br”, só tive certeza de que esse era o nome ideal.Até porque não era essa impressão que queria passar. De “garota qualquer”. Tive que trabalhar em cima disso e era música aos meus ouvidos quando alguém discutia o nome comigo do jeito que imaginava.

 

Vivendo como Random Girl

O real sentido do Random Girl é: seja esquisita, seja aleatória, seja quem você é. Uma garota de muitas nuances. Um nome certo, perfeito, condizente com as minhas ideias. Random Girl calhou com meu desejo de mostrar que sou uma pessoa com gostos, pensamentos e atitudes aleatórias. Não tinha, e não tenho, a intenção de ser só mais uma cidadã com um blog, kibando as coisas dos outros. Ou ser mais uma menina que fala, fala, fala e não chega a canto algum. Como disse, queria manter o aspecto de diário. Até as resenhas parecem páginas e mais páginas de um caderno de desabafos.

 

Eis meu baú de aleatoriedades.Demorou muito para eu me sentir confortável ao assinar como Random Girl. Na época, ficar neurótica com a minha nova escolha nem foi uma opção, pois o TCC tomou todo meu tempo.A mudança só deu frutos porque confiei nela. Com a mudança de um nome, vi com clareza sobre quais assuntos gostaria de escrever. Tudo foi se alinhando com o tempo. Muita coisa mudou em comparação ao que era antes. O importante é manter a aleatoriedade.

 

Por isso dou mais valor ao dia da mudança do nome ao invés do primeiro post.

 

Há um verso que também simboliza o real sentido do Random Girl: 

 

Ela é os lugares que deseja visitar.

Ela é os pedaços de quotes que estão salpicados de tinta nos seus livros favoritos.

Ela é as viagens que espera manter.

Ela é os lindos personagens que a fascinaram em seus livros favoritos.

Ela é cheia de sonhos, e espera que um dia eles se tornem realidade.

 

Alexa Evangelista

 

Random Girl: um projeto

 

O que vem agora é um projeto que seguirá o nome literal do blog – Garota Aleatória, cujo sentido se dá pelo verso abaixo que, magicamente, emenda o pensamento do de cima.

 

Quem é você, de verdade?

Você não é um nome, ou uma altura, ou um peso ou um gênero.

Você não é uma idade e você não é o lugar de onde veio.

Você é seus livros favoritos e as músicas que empacam na sua mente.

Você é seus pensamentos e o que come no café nas manhãs de sábado.

Você é mil coisas, mas todo mundo escolhe ver milhões de coisas que você não é.

Você não é o lugar de onde veio.

Você é para onde vai e eu gostaria de ir também.

M.K.

 

Essas palavras representam o Random Girl na sua essência, o caminho que ele percorreu no decorrer desses anos para não representar “uma garota qualquer”.E, claro, todas são a motivação do Garota Aleatória.

 

Objetivo do Garota Aleatória

 

Substituam “music” por “Garota Aleatória”

 

O nome em si será usado para amarrar as postagens que têm meus insights, artigos de inspiração para minhas meninas e mulheres, e outros assuntos que melhorem o dia de qualquer pessoa. Será um projeto voltado para mim e para vocês, junto com o Manifesto Aleatório. Sendo assim, essa é mais uma página do diário aberta para todos. Quem quiser participar, vem!

 

Concluindo

 

Não sei até onde esse projeto vingará, mas ele será parte recorrente do Random Girl por representar, nessa formação de palavras, o meu desejo de ser honesta comigo mesma e inspirar quem for.

 

Obrigada a todos que acompanham o Random Girl desde o começo, quem abandonou, quem chegou agora, e quem chegará no futuro. Dedico a vocês a sobrevivência deste espaço e quero continuar sendo a Garota Aleatória para mim e para quem precisar. Onde está meu bolo, inclusive?

 

Esses gifs não são meus, mas me representam

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • heyrandomgirl

    Cadê meu bolo? #sendootária HAHAHAAHAHAHAH

    Obrigada pelo comentário, sua linda. O importante é visitar aqui nem que seja uma vez pra "me ver". Que venha mais 1 ano de blog. #Oremos

    Beijosss! <333

  • HUAHUAHUAHUAHUAHUUHAHUAUHAHU Não se morra, anja, fique vivinha pra arrasar no mundo, please!

    Empolgação, bendita palavra hahahaha

    E pode gritar, sim! Quando precisar, você sabe onde me encontrar, cê tem meu número, gatxenha! ;3 huauhauhuhauhaa <3

  • Isis Renata

    to atrasada no niver mas cheguei para dizer: QUE DELÍCIA ESSE DIA DE ANIVERSÁRIO ♥♥
    toda transição é uma loucura pois sempre nos pegando perguntando se o resultado valerá a pena, mas a caminhada, o percurso e todo o seus pensamentos para tornarem o RG real, é que fazem dele tão único e aleatoriamente maravilhoso!
    gosto do seu jeito de dar pitaco, gosto dos seus surtos, e de sua seriedade e muitos assuntos, sempre te disse que você tem dom para transcrever muitos sentimentos não somente meus, mas de muitos por aí
    então saiba que está sim no caminho certo. continue a usar esses dedinhos lindos para encantar esse mundão! e encantar também o seu mundo, afinal isso aqui é também fruto de seu amor próprio *-*

    só sei sentir, vou providenciar um bolo!
    um beijo, te amo e tchau!

  • heyrandomgirl

    ANJA DA MINHA VIDA! MUITO OBRIGADA PELO SEU RECADINHO LINDO. Morri de amor nesta BR de SP! HAHAAHAHAHAHAH

    Ai! Tomaram mesmo que continue empolgada, porque olhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

    Pode gritar mesmo? Porque eu amo gritar por mais mãos e braços HAHAAHAHAHAHA

    Beijos, sua linda! <3

  • heyrandomgirl

    Atualmente, estou desempregada, mas dava conta de tudo com trabalho + curso + vida + estresse + livro ++++++ sou uma pessoa que ama se SOBRECARREGAR. Mas é difícil manter o ritmo até mesmo quando se tem um "tempo" à toa. Me revolto quase todo mês com o RG e, quando isso acontece, tenho que passar longe senão penso em deletar. Sou doida HAHAHAHAHAHA

    Mas pôxa vida, não desista do seu blog. Faça uma repaginada em si mesmo, veja o que você quer transmitir, o que quer de diferente e faça! <3

  • Parabéns pelo birthday do blog, anjinha ♥
    Ter um canto pra poder falar de tudo faz falta muitas vezes e se sentir livre pra se expressar é um confortinho pra alma ♥
    Que você continue super empolgada com o blog e com todos os projetos, precisando é só gritar ♥