Menu:
02/fev

Ela precisava de um herói, então, foi isso que ela se tornou.

 

Conforme crescemos, acumulamos um apunhado de heróis. Heróis que salvam as nossas vidas. Independente de serem imaginários ou não. Seja herói de livro, de filme, de série ou da vida real. Todos se tornam um espelho, uma inspiração daquilo que queremos ser.

 

Cresci rodeada de heróis e de heroínas que me mantiveram no lugar, nos mais incontáveis momentos, fossem bons ou ruins. Lá estavam eles, me empurrando para um mergulho em um universo ilusório do qual me sentia bem. Do qual me sentia segura. Que me fazia esquecer de incontáveis perrengues. Meus heróis serviram de apoio… E até hoje eles o são.

 

Ainda é mágico me imaginar como uma mutante capaz de ler mentes, algo que até poderia dizer que é real, pois tenho um feeling ótimo para pessoas que não valem nada. Ainda é mágico me imaginar com uma varinha dentro da bolsa, o que me dá coragem para enfrentar meus medos. Era e ainda é mágico me ver acompanhada imaginariamente dos meus heróis e de minhas heroínas. Todos me inspiram a seguir em frente. Não importando as intempéries.

 

Porém, de nada adianta ter milhões de heróis se você não busca ser o herói de si mesmo.A maioria de nós é inspirada por heróis e por heroínas, mas, raramente, pensamos na nossa história pessoal. O background que nos empurra para viver. Para arriscar. Para temer. Para ser feliz. Aquele background que se desenrola até mesmo na pausa para o café. Um background que também tem embates e desafios, como qualquer história de super-herói.

 

Raramente pensamos que a nossa história é um ato de heroísmo diário e que ela precisa de um personagem principal: você.

 

Não é fácil bater no peito e assumir o norte do próprio trajeto. Solitariamente, porque esse é o pretexto. Conseguir as coisas por si só. Se defender. Se amar. Como em qualquer ficção, há os altos e baixos, há as perdas, há as revelações agradáveis e desagradáveis. Conflitos que servem para endurecer e amadurecer o herói ou a heroína.

 

Além disso, toda história exige outros personagens. Antigos, novos… Alguns permanecem, outros somem, sem ao menos um bilhete. No fim, quem fica é você.

 

A heroína ou o herói que sua história espera é você. Ninguém mais.

 

É fato que precisamos de heróis e de heroínas para seguirmos em frente. Também precisamos dos vilões para testarem nosso caráter. Acima de tudo, precisamos ser os heróis que nossa história precisa. Heróis inspiram, então, porque não ser um deles?

 

Há pessoas neste mundo achatado que devem possuir a mesma história que você e, enquanto um vence, o outro pode estar perdendo. Nós precisamos de heróis, mas nada mais impactante que exercer influência em outra história. Ser o herói de outra história.

 

É aí que vemos que tipo de herói queremos ser.

 

Eu tento ser, diariamente, a heroína da minha própria história, mas ainda tenho muito que aprender. Há muitos capítulos pela frente. Ao menos, é o que se espera. Ainda há falhas, mas é parte da vida de qualquer heroína humanizada. Aquela real. Palpável. Ressonante.

 

Ainda tenho meus heróis e minha heroínas, mas não são eles que nortearão meu caminho. Eles mostram onde o desafio começa, mas cabe a mim perpassá-lo e ser bem-sucedida. Eles estão comigo, o tempo todo, mas essa história é minha. Eu sou capaz de ser a heroína da minha própria história. Se eu vencerei? Não sei. Mas sou aquele tipo de herói que luta, almeja e espera. Pacientemente, um dom que cultivei com muitos anos de vivência.

 

A verdade é que queremos ser heróis. Por nós e por alguém. Temos exemplos diários de vitória e de superação e, no fundo, queremos ser parte disso. Queremos acarretar uma diferença ou várias delas. A nossa história pessoal exige que representemos esse papel heroico. Mesmo quando não há motivação alguma para brincar de salvar algo ou alguém.

 

Nada como escolher esse tema como parte do Manifesto Aleatório. Mulheres sentem mais dificuldade em ganhar o mundo… De serem heroínas da própria história. De serem elas mesmas. Isso é normal, mas o background exige que você quebre essas impressões para ser a heroína que sempre almejou. De deixar de ser um molde e realmente entrar em ação. Palavras e exemplos acalentam o coração, mas nada mais bravo e encorajador que você abraçar o seu próprio enredo e dar a ele a heroína que merece.

 

Em meio ao desejo de ser aleatória, um tantinho esquisita, sendo quem você é, acrescente: serei a heroína da minha própria história.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Amo textos de autoajuda/motivacionais.
    Demorei pra perceber que quem comanda minha vida sou eu. Eu sou o motorista, o piloto, o co-piloto, o passageiro e a aeromoça, se eu não fizer andar nunca sairei do mesmo lugar. É uma verdade dura, mas foi melhor do que viver a mentira fictícia que eu vivia. Pode demorar um pouco, você não vira uma celebridade do dia pra noite, mas no final tudo vale a pena. 😀

  • heyrandomgirl

    Qual é o dia em que você não está sentimental, meu bem? Hahahahaahha

    Que tal ser sua própria heroína agora, hum? Faz turno dobrado. As pessoas que precisam de vc podem esperar, nem que seja um tiquinho. Believe me! Hahahahah

    Heróis e heroínas da ficção sempre nos ajudam e continuarão a ajudar uma pancada de pessoas <3 Vida não tem graça sem fontes de inspiração.

    Beijos sua linda!

  • Isis Renata

    ai que texto incrível, socorro!
    hoje estou super sentimental (hoje? hahaha), mas ai que lindo ler isso e como é difícil voltar-se para si e acreditar no seu poder de heroína. Tenho facilidade de ser heroína dos outros, e amo isso. Já para ser minha própria tenho sérios problemas e muito a aprender. Eu sempre digo que sou Madre Teresa, perdoando, ajudando, juntando mundo. eu queria todos na mesma sintonia, mas isso é impossível hehe

    eu me inspiro muito em várias heroínas. muitas delas são reais, muitas literárias. Mas a verdade é que elas me ajudam a lidar comigo mesma.
    Neste ano, tenho ainda mais projetos a mim, cuidar de mim – coisa que raramente fazia – e que estou tendo o privilégio de descobrir que não é egoísmo ou futilidade você cuidar de si, e sim um se amar para que melhor desempenhe o papel na vida daqueles que convivem contigo

    tou amando esta proposta de manifesto ♥