Menu:
06/jul

Este é aquele momento fangirling especial, com direito a happy dance. Há um tempinho, tive a honra de visitar o escritório da HBO Brasil e só faltei me pendurar no logo.

 

Aproveito este post para compartilhar que, atualmente, colaboro no Mix de Séries. Tudo começou com uma indicação da minha twin para fazer as resenhas de Chicago Fire, que virou Chicago P.D., que virou coluna (Teu Passado Te Condena). Enquanto o período de hiatus permanece, tenho escrito por lá as resenhas da 2ª temporada de True Detective – a causa que me fez ir ao encontro de uma das emissoras que poderia me adotar sim, por que não?

 

Mas, antes de chegarmos ao momento True Detective, a visita ao escritório da HBO rolou devido a cabine das séries Ballers e The Brink (por favor, assistam The Brink, é engraçado demais!). Achei que teria um piripaque quando entrei no prédio, briguei com o elevador, paguei micão na catraca… Tudo um flash. O melhor dessa brincadeira foi dar de cara com duas portas de vidro automáticas que me revelaram televisores que transmitiam cenas das séries dessa emissora.

 

Obviamente que, quando apareceu Girls, quase dei um grito!

 

Sinceramente, foi um momento Hannah, personagem da Lena Dunham em Girls, com a diferença de que não era uma entrevista de emprego. Senti-me como a personagem que, no 3×04 (salvo engano), aparece toda desorientada para uma reunião com o editor do seu livro. Ela fica agitada na cadeira, empolgadíssima, com a sensação de estar no lugar errado, na hora errada.

 

Escolhi a cadeira de frente para o logo da HBO. Fiquei observando aquelas três letras como se nunca as tivesse visto na minha vida. Sei que paquero muitas emissoras americanas (até a CW, vai, mas para repaginá-la por completo) e estar dentro de um spin-off de uma foi demais para minha saúde. Até porque capengo em semanas e mais semanas de desânimo, me forçando a fazer as coisas.

 

Foi revigorante, de verdade.

 

A visita me fez pensar em muitas coisas. Sabe aquela questão de você gastar tanta energia em uma coisa, sendo que deveria fazer outra? Não, isso não tem nada a ver com meus projetos literários. Passei os últimos meses com a impressão prolongada de que precisava de algo X, ao ponto de moldar vários detalhes da minha rotina para fazer isso acontecer (e não aconteceu, o que me deixou fula da vida). Sendo que deveria investir no Y (o que também me deixou fula da vida). Um Y que é um dos carros-chefe desta casa minha, sua, nossa! No caso, falar de séries.

 

Sendo bem sincera: nunca levei a sério o mundo das séries. Sempre foi diversão. Até eu perceber de uns anos para cá que gosto da seriedade do assunto. 5 páginas de resenha, martelando em personagem descaracterizada, não passam de sinais.

 

Pode ser besteira para muitos, mas oportunidades como essa fazem meu coração explodir de alegria. Já compareci algumas vezes a cabines de filmes, mas de séries é incomparável. Não pela exclusividade, mas por ser séries minha gente! E gosto de falar de séries, socorro!

 

Claro que aceitei essa missão por fazer parte do Mix. Não pensem que meu MTB de jornalista me abriu essa porta. Não, não mesmo.

 

Foi muito surreal entrar na sala de exibição – e dar de cara com a Daenerys… Passar um tempo do meu dia dedicada a uma das coisas das quais sou apaixonada. Flawless!

 

O mesmo vale para a cabine de True Detective, que foi no Grand Hyatt, com a HBO envolvida. Foi muito, muito, muito legal, embora tenha captado arrogantes à esquerda.É a vida, né?

 

 

Agora, imaginem como foi difícil segurar o instinto fangirl? Lá no escritório, quase fiz anjinho no chão, onde tinha o mapa de Game of Thrones. Ficaria largada ali para o resto da vida, sinceramente.

 

O pessoal foi muito legal, senti que há muito tempo não fazia algo interessante. Sem dúvidas, essa experiência faz parte da minha lista Fuck Yeah de melhores acontecimentos de 2015.

 

Foi tão mágico que nem tenho mais palavras!

 

Sobre escrever no Mix: foi algo que me deixou meio tensa. Não faço questão de compartilhar minhas resenhas por aí, pois elas não são como os textos típicos. Cutuco a ferida e deixo sangrar. Jamais escreveria sobre TVD em sites grandes, por exemplo, pois seria o mesmo que atrair dor de cabeça. E estou muito bem aqui, conversando com pessoas sensatas sobre os Salvatore.

 

Não sei lidar com o universo crítico, pois sempre tenho a leve impressão que o povo só ama criticar e não se dá ao trabalho de compreender o cerne de muitas coisas. Quem me acompanha, sabe que viro a história de ponta cabeça, não me interessa quantas páginas custe. Topei esse desafio não só por amar falar de séries, ainda mais CF e CPD, mas para falar do assunto mais abertamente e para me educar a escrever textos menores – não que eu vá diminuir as laudas aqui no blog, jamais!

 

E, não, não cancelarei as resenhas de CF e de CPD daqui. Minhas análises continuarão firmes e fortes, no meu antro confortável de cutucar tramas, personagens e showrunners.

 

Então, está permitido me stalkear por lá. Ou aqui. Vocês decidem. <3

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Eu queria roubar o mapa, mas ainda não fiz cursinho de meliante hahahahahahaha Queria ficar pendurada nele e nunca mais sair, socorro! Mas foi chique demais. Comi tudo que estava ao meu alcance tbm hahahahaha <3

  • Você com o mapa de GOT deve ter sido igual quando eu vi uma parede INTEIRA de Guardiões da Galáxia no metrô e eu queria ficar abraçada nela pra sempre. Era linda demais!
    Fiquei só imaginando o mapa aqui e pensando que eu ia querer levar ele embora comigo e sair correndo gritando "MEU PRECIOSO" com uma expressão bem assustadora djgfahdfahdasd

  • HAHAHAAHAHHAAHHAH só de fazer anjinho no mapa seria o bastante. Mas se quisessem me dar, tudo bem, eu levava, seria uma decoração maravilhosa no meu quarto hahaahahah Sou tarada por pôster, meu passado master me condena.

  • Thuany Ramella

    Não sei, mas tenho a impressão que eu faria anjinho no chão junto com o mapa de GOT! HAHAHAHAHAH
    Geeeente, como assim você conheceu a HBO Brasil, que coisa mais linda, mammy!! *—*
    Fico muito feliz que esteja realizando novos projetos esse ano, e estou mais feliz ainda por serem projetos que você está amando, pois mammy feliz é sinônimo de blog e IATG no ar, né hahahah <3