Menu:
20/ago

Não sei nem o que dizer sobre este episódio de Teen Wolf, pois só sei sentir. Estou mais arrasada em comparação aos acontecimentos da semana passada e ressalto a minha vontade louca de dar uns tapas no Scott. Repito: espero, espero mesmo, que o Lobito esteja dominado por alguma macumba dos Doctors, só assim para explicar tanta tontice. Ultimamente, esse é o personagem que tem me feito subir pelas paredes (mais que o Theo). Amo você, menino McCall, mas até isso tem limites!O episódio entregou algo que já era um fato: ninguém sabe o que fazer para deter os Doctors. O salto temporal de 5 dias denunciou um bando que tem vivido conforme a maré. Uma pausa que não suportou as horas que se seguiram de puro estrago – Corey morto, Beth morta e Hayden contaminada para atender mais um desejo sinistro de Theo. Este foi o mais fraco da temporada, sem grandes acontecimentos, apenas focado em reorganizar o campo de batalha.

 

Além dessas preocupações, ainda houve o desmascarar parcial de Parrish, a mordida ainda não revelada de Stiles, uma Malia que está focadíssima na mãe – sendo que não deveria, né, gente? – e um Deaton sumido (dominado pela Desert Wolf). Pergunto-me quais dessas pontas estourarão daqui para frente, pois o episódio fez questão de dar um parecer na storyline de cada personagem para alimentar o que acontecerá só no ano que vem. Mais precisamente na 2ª parte desta temporada.

 

O intuito geral foi preparar o cenário para o midseason finale. Literalmente, foi um corre-corre para retirar antigas sujeiras para dar espaço a novas. No caso, eliminar as quimeras flopadas para, talvez, dar o palco para as novas que podem vingar na tal Lua Cheia mais poderosa de todas. A trama se limitou a apenas três arcos: Scott, os vilões e as últimas cartadas de Theo, trio responsável em dar compasso aos outros personagens – que fizeram vários nada, a não ser Lydia.

 

A narrativa de Scott foi de despedaçar o coração, praticamente um uivo de lamento banhado com o mesmo sentimento de despedida enraizado no 5×01, e sinalizou novas separações. Os membros do bando estão bem distantes desde o 5×07 e o despache de Stiles não é, de forma alguma, um ponto positivo.

 

Quebrou-se o pilar de 5 anos de série, mesmo que seja algo temporário, algo inédito, e não há nada de bom que possa vir disso. Foi algo dolorido de ver, mas, por outro lado, espero que isso se torne em uma onda negativa que afogue Scott. Desabafar as aflições logo com Theo? Really?Estou totalmente com Stiles: Scott precisa aprender a desconfiar de tudo e todos.

 

Pergunto-me quando é que foi que Theo conquistou tamanha liberdade e confiança. Pergunto-me também como Scott foi capaz de tagarelar o que sentia com extrema facilidade para um completo estranho. Não esqueci do climão da semana passada, Lobito meio chateado por ter sido o Beta a salvar Liam. Um momento que deixou claro o quanto McCall não gostou de ter sido passado para trás e a poker face dele neste episódio foi sem noção demais!

 

Vê-lo abrir o coração para um cara que conheceu ontem foi um tanto quanto decepcionante e quero muito que ele quebre a cara.É fato que as atitudes do Alfa nesta temporada estão muito a desejar e penso que neste episódio essa tontice atingiu o ápice. Porém, houve um ponto positivo: a trama lhe deu a chance de se provar como nos velhos tempos. Acreditei até que, finalmente, o personagem voltaria à antiga vibe, mas, para variar, acabei sendo a maior das trouxas. Estava bom demais para ser verdade.

 

Scott foi desafiado neste episódio, mais precisamente o seu ego. Liam afirmou calorosamente que seu pai não tem moral para salvar ninguém e Theo pagou de amigo do peito ao dizer que salvar vidas é o que o Lobito faz. Um conflito de argumentos que acarretou nas melhores cenas de ação do personagem desde o começo desta temporada. A cereja do bolo foi ouvi-lo negar a transformação de Hayden – o que, muito provavelmente, o tornará ainda mais detestado.

 

Vocês não sabem o quanto aplaudi quando Scott se negou, pois, sinceramente, era previsível que ele dissesse sim na tentativa de amenizar o climão e, quem sabe, sair como o vitorioso da vez por salvar alguém que foi contaminado pelos Doctors. Soava cômodo o personagem morder Hayden, afinal, ele foi posto à prova em um momento que não tem tanta confiança dos membros do bando.

 

A treta com Stiles tinha tudo para mudar esse cenário e dar ao Scott mais uma transformação – que ainda falta a dona Araya dar uma cobrada. Ainda bem que isso não aconteceu e foi muito gostoso ver a cara de tacho do Theo. Contudo, a monguice do Lobito está longe de ter fim. Triste!

 

Seguindo por esse viés, Theo deu uma rasteira de malandro em Stiles. O plano central dele está rendendo demais e espero uma interrupção no midseason finale – algo que a promo meio que deu a entender. A discussão entre Scott e Stiles partiu meu coração, mas tomo partido do menino Stilinski. Não sei como agiria sendo personagem da série e humana, mas sei o quanto me frustraria não fazer mais pelos outros e por mim mesma. No caso, brigar contra o sobrenatural.

 

Doeu mais ver Scott recuando, crente que Stiles o mataria ou algo do tipo. Depois dessa, nunca mais olhava na cara do Lobito, verdade seja dita.

 

Tento entender essa cegueira do Scott em se agarrar a algo que não tem funcionalidade no status atual de Beacon Hills. Um status imprevisível. Ele não é mais ingênuo, foi sobrenaturalmente corrompido incontáveis vezes, mas quer ser otário. Lobito, mais do que ninguém, deveria entender Stiles, especialmente depois do drama Nogitsune. Não menos importante: desconfiar do que ouviu horas antes da boca de Theo sobre o caráter mortífero do BFF e questionar o quanto foi fácil para esse súbito bom samaritano salvar a traseira de Liam e de Hayden.

 

Fico besta como Scott tem sido facilmente manipulável, sério. Ele está tão cego que nem notou a perda de mais uma pessoa amada tendo uma música triste de fundo e chuva para dramatizar e embelezar a despedida.

 

Por isso, espero muito, muito mesmo, que essa lerdeza seja macumba.

 

O enigma Theo

 

Quanto mais achamos que o conhecemos, não o conhecemos de forma alguma. Essa criança é totalmente dissimulada, um ator, e foi de arrepiar a cena dele com o Xerife em mais um surto de boa vizinhança para safar Stiles (sendo que fez questão de sabotá-lo). Morro de ódio desse cidadão, mas o lobinho está mandando bem na manipulação.O que Theo bolou foi genial e desagradável: tornar Stiles um problema muito sério. Na verdade, Theo tornou Stiles na sua versão. Houve uma bela troca de sapatos nessa reviravolta que culminou no afastamento dos BFFs se querem saber. Na cena com o Xerife, Theo se inspirou no menino Stilinski para ser perdoado, com os mesmos surtos emocionais e o desespero do pai não detestá-lo.

 

Resumindo: Stiles virou Theo. Theo virou Stiles.

 

Além dessa atuação primorosa, novas dúvidas foram levantadas sobre esse personagem: por que diabos ele quer Hayden? Pensei que ela seria a irmã que ele carinhosamente matou, mas é muita viagem na maionese. Theo a quer para ser transformada? Pode ser, porque a ideia de Liam iluminou os olhos dessa criança. Considerando que no promo do 5×10 há afirmação dele querer um bando sem Scott, uma barganha pontuada neste episódio em troca de ser o espião dos Doctors, pode ser que ele queira mais uma mulher no time já que Malia lhe deu um toco.

 

E o que significa o prazo dele para fazer sabe-se lá o que até a bendita Lua Cheia? Posso começar a fazer as orações para esse cidadão ser desmascarado antes de todo mundo tombar? O cara não tem medo de nada, isso ficou evidente de novo a partir do momento que surtou para cima dos Doctors, mas, pelo visto, há um ponto fraco e ele se chama Hayden.

 

Os outros plots

 

O episódio foi muito pontual no quesito posicionamento dos personagens. A começar por Parrish que finalmente sabe o que faz, mas ainda não sabe o que é. Formidável como o personagem finalmente foi corrompido sobrenaturalmente ao ponto de entrar em conflito com todos os valores que o fazem um bom policial e um bom executor do servir e proteger.Até que Lydia teve um insight muito bacana sobre a captura dos corpos: o intuito de abafar o sobrenatural. Porém, ainda não descarto a possibilidade de que todos aqueles corpos só servem para alimentar a energia do Nemeton de forma negativa. A S3 ensinou que esse pedaço de tronco não rende coisas boas. Quem dirá em uma Lua Cheia blaster poderosa!

 

Acreditei que Malia cresceria esta semana e só me restou a decepção de novo. Contudo, o pouco que ela fez/disse foi o bastante para me enlouquecer. Quero acreditar que a revolta dela ao ver Beth ser assassinada sirva de impulso para que domine o samba. Não vejo outra personagem que tem plena capacidade e compostura de assumir a posição de Scott. Ela é mais racional que emocional, mais centrada, e é disso que o bando precisa agora. Amei demais o discurso dela sobre detestar perder e sobre não ser como o Alfa. Ainda tenho esperança de que a coiote domine tudo!

 

E esses Doctors que tudo veem e tudo sentem? Eles tomaram o episódio para si com a mesma crueldade dos anteriores, e o mais enojante foi ver mais um pouco da pele dessa turma. Não sei, mas começo a pensar que o acerto dos seres sobrenaturais moldados cientificamente servirá para aprimorar os vilões. Tendo sucesso, os mascarados permanecem, em tese, saudáveis e prósperos para sempre. Está difícil cogitar qualquer coisa sobre esse grupo também, tão enigmáticos quanto Theo. Só sei que parece um bando de homens reunidos.

 

Atenção: e a mordida do Stiles? Posso pensar que ele migrará para a ala sobrenatural? Sendo bem sincera, não queria. Esse personagem é uma preciosidade sendo humano. Não descarto essa mudança radical por causa de Mason que, no futuro, pode ser a única ligação com Beacon Hills junto com Liam. Vamos lembrar que Scott e companhia estão rumo à formatura que, com certeza, será esticada para alimentar a trama desta e da futura temporada. Depois disso, nada de escola.

 

Semana que vem é a vez do tal finale trágico. O cenário? Dois Betas que podem dar fim em Scott. Acham mesmo que Theo sujará as mãos? Liam está enfurecido, não tem controle das suas emoções na Lua Cheia e, com o não para Hayden, essa criança ficará maluca. Haja coração!

 

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3