Menu:
06/mar

Quando a treta finalmente se revela, lá vai Klaus fazer o invisível. Como lidar? Esta semana, The Originals investiu forte em shades, em let it go e, acima de tudo, na importância do papel da família. Com o retorno de Kol e o despertar dos inimigos do híbrido, só restou se reagrupar em nome dos velhos tempos enquanto Marcel ainda se empenhava em manter o Strix vivo.

 

De quebra, ainda houve o bolão sobre a pergunta que vale mais que barras de ouro: aonde é que tinha mais desse carvalho branco, hein? Pessoal nem lembra de Mystic Falls, lugar em que uma placa serviu para aterrorizar os Mikaelson. Bons tempos!

 

Sobre o Klaus: é disso que comentei há anos, meus amigos. Essa de botá-lo no posto de invencível, de tudo posso e aconteço, de todos tremem ao som da minha voz, era muito legal e conveniente em The Vampire Diaries. Afinal, lá ele era o vilão. Em The Originals, esse bebê é um dos protagonistas e protagonistas são trollados o tempo inteiro, sem chance de retorno ou de qualquer esperança de salvação. Em outras palavras, o herói vive em um beco sem saída.

 

Desde muito tempo, Klaus só representou o desafio e nunca chegou perto de ser desafiado ao ponto de se sentir inseguro e de morrer de medo do que poderia lhe acontecer. Nem incluo Mikael por tê-lo feito tremer no passado e incitar a fuga, porque se tratava de um círculo vicioso que usaram e abusaram até dizer chega. Agora é cobrança, o acerto de contas de pessoas ainda sem rosto que querem a dívida sanada.

 

Finalmente, esse Mikaelson encontrou o seu beco sem saída e as tomadas de decisão que vieram a seguir foram só para assegurá-lo. Assegurá-lo como se fosse o herói do Quarter, sendo que todo mundo daria amém pela morte de Klaus. Artimanha eficaz porque o híbrido como alvo destaca a união da família, nenhum irmão é humilhado/empalado e o personagem fica na medida certa.

 

TO-3x15---Klaus

Klaus abriu o episódio no auge da sua paranoia, que sempre me faz revirar os olhos mas não dessa vez. Havia um ar de novidade em sua grandiosa insegurança, algo milagroso para The Originals. Sofri quando ele resgata sua lista de pessoas que sem querer querendo matou/transformou no processo, com o típico bico que deixa Elijah na defensiva. Além de estar em um péssimo dia, o híbrido sofreu um bullying danado devido ao seu gosto artístico duvidoso. Até Kol tirou onda e me diverti bastante com a troca de farpas leves entre irmãos.

 

Mesmo preso aos seus medos e a sua falta de esperança, ao ponto de se consultar pela última vez com Cami, Klaus lançou na roda outro diferencial que há muito tempo não se via (e que não há investimento): o desejo de fazer o que é correto. É ou não é para fazer roda de oração?

 

A partir daí, a coisa ficou boa. Klaus contou para Cami que um dia desapareceu do mapa por um motivo semelhante, dando o arremate no salto temporal que agora coincide com o timing de TVD. Motivo para acender uma vela a fim de fortalecer a perspicácia dos escritores que criaram ponte entre as duas séries, detalhe outrora ausente por causa de claro desleixo.

 

Dada essa informação, só quis saber como isso se repetiria já que inimigo esse cidadão tem de sobra – o mapa da Freya deve ter sido a tristeza do híbrido que se acha gente fina.

 

TO-3x15---Gaspar

Gaspar foi o grande responsável por esse súbito revés na vida de Klaus e o amei em seu curto trajeto na série. Um vilão temporário que chegou ao Quarter sem um pingo de timidez, dono da mesma síndrome dos 3 Is: ser invencível, indesculpável e implacável. Lá no fundinho, queria que esse personagem se mantivesse por mais tempo, mas valeu pelo gancho criado sobre o que pensei ser um futuro belo vácuo na trama: a falta de carvalho branco.

 

Como disse na semana passada: não faz sentido correr atrás do híbrido para matá-lo sem ter a arma letal. Seria estúpido e ainda bem que correram para respaldar essa informação (que culminou em mais um pedaço de nada de madeira, não tem como respeitar essa turma).

 

Obviamente que temi quando Klaus reencontra Gaspar, o que deu margem para uma quase chacina. Até que fiquei satisfeita com esse breve combate. Mesmo que estivesse fragilizado, o híbrido tinha que mostrar quem ainda mandava no Quarter antes de usar uma capa da invisibilidade. Sua atitude para manter a ordem foi típica e necessária. Ele jamais anularia seus traços também implacáveis só porque uma legião de inimigos marcham em sua direção.

 

Tudo que Klaus trouxe esta semana foi perfeito, até mesmo o recebimento de Kol, um detalhe que temi bastante porque sempre amam colocá-lo contra os irmãos. Chorei com o abraço, seguido da piada do Elijah e da recepção de Freya (ainda pagando de excluída dos Mikaelson, WTF). Realmente faltou Rebekah e volto a frisar o quanto queria que ela morresse. Assim a trama não ficaria dependente da Claire (mas nem mataram Elena, quem dirá essa Mikaelson que ainda custa muito ouro para a trama de TO).

 

Falando em Kol, esse era outro personagem que estava prontinha para uma decepção. Porém, essa criança me fez rir e muito. Não me entendam mal, pois estou contente com seu retorno, não é segredo que ele é meu Original favorito, mas pintá-lo de pombo apaixonado, para quem tinha acabado de sair de um buraco sem nome, me fez revirar os olhos like Klaus. Não ornou porque, nesse primeiro momento, pareceu muito forçado por causa da menina Davina.

 

TO-3x15---Kol

O personagem me volta e nem reage a própria fome (algo que seguraram para o final). Deixaram-no dócil, mas sem esquecer das piadinhas desagradáveis que honraram um pouco sua personalidade. O que pegou foi o desejo de ser certinho, sendo que esperava, no mínimo, algum efeito colateral do retorno. Quem sabe daqui uns episódios isso role, pois não é possível que Kol tenha sido liberado de maneira bela e suave.

 

O único tremeluzir do retorno de Kol foi a versão bruxa vs. vampira + seu desejo de ser o cara para Davina. Foi gracinha, confesso, pois quis muito que esse Mikaelson encontrasse seu espaço no Quarter e uma pessoa que o amasse. Ele conseguiu o espaço entre os Mikaelson e conquistou o amor. Só que há o grande atrito, a fome, já que como bruxão o personagem não tinha sede por sangue. O vampiro bem tentou se segurar, vender a ideia de mozão do ano, mas o lado ferrado do gene Original sempre prevalece.

 

Quando o vi mandando ver na busca por sangue, aplaudi de novo, porque o melhor desse personagem é ser o maníaco da família.

 

Davina também me fez gargalhar, a começar pelo shade do Klaus sobre “sai daqui, miga, que você não é da família”. A personagem notou a nhaca que fez ao estar diante do mozão versão vampiro, nada semelhante ao bruxinho com cara de 15 anos. O que os olhos não veem o coração não sente, né?

 

A bruxinha tentou disfarçar a gotinha de decepção, mas rolou e até que fiquei meio aliviada. Porque não tem lógica fazê-la aceitar Kol completamente sendo que não o conhece. Quero só ver a reação da personagem ao saber que não vive um conto de fadas – porque é bem isso que está acontecendo nessa história. Tudo muito lindo. Quero caos!

 

As mulheres do Quarter

 

TO-3x15---Hayley

Enquanto Davina continuou a ser a ponta frágil por causa da delicadeza do primeiro amor, Cami e Hayley mandaram vários vrá! na face dos Mikaelson. E gostei, gostei mesmo, gostei até demais que queria dar montinho nas duas. Tudo bem que não gosto de ninguém sofrendo por amor, Elijah quase aos prontos acabou com a minha raça, mas apreciei a iniciativa delas em se libertar do que as torna um tanto quanto vulneráveis. Ambas estão em uma fase complicada e não precisam lidar com mais, já que sustentar a si mesma nos dark days consome muita energia.

 

Hayley também me fez aplaudir à la Meryl Streep. A listinha de morte contra o Strix me matou de orgulho. Ela também queria a justiça dela e foi atrás, sem precisar de nenhuma babá. Situação que a colocou em paralelo com Cami, ambas querendo se sentir justiçadas. Little wolf em si me surpreendeu bastante esta semana, não só por tomar partido da própria vingança, mas por ter zarpado do Quarter na cola do Klaus. QQtáacontecendo?

 

Cami continua com a promessa de que está bem consigo mesma e claramente não está. A raiva dela não se esvai com todos os golpes desferidos no ar, pois Aurora passou a ser sua obsessão. Por mais que tentassem empurrar essa ideia de que a personagem estava neurótica pelo fato de Klaus não ter matado a ex, senti mais o gosto de injustiça. De fato, o híbrido mata todo mundo, mas quem precisava está lacrada entre tijolos. A psicóloga não se sentiu recompensada e quero mesmo vê-la pondo fim a esse tormento. Merece, né?

 

Essa personagem continua a experimentar os vários ângulos do vampirismo e esta semana ela se viu em mais um círculo em que não pôde fazer nada sozinha e, de quebra, teve que suportar a inutilidade do seu sangue na tentativa de evitar novas mortes. O que Cami tem feito é reflexo do que viu entre os Mikaelson e nada tem dado certo. Só vejo rastro de frustração no olhar dela por se sentir impotente e estou na expectativa quanto essa sede de atitude. Afinal, era muito fácil desligar a humanidade para lidar com tanta shit. Continuem assim.

 

Concluindo

 

Com tantas reviravoltas mais pessoais, abriu-se o arco para o futuro e, assim como TVD, não há muito o que esperar. TO também freou em um ponto morto, em que Klaus ficará sumido por 3 anos e será preciso contar o que rolará no Quarter nesse período. Afinal, Elijah garantiu que as coisas não serão pacíficas e duvido muito que os Mikaelson fiquem em paz.

 

E tem Lucien sem storyline. Tem Aurora viva ou morta. Tem Strix. Tem muita ponta solta ainda que está nas mãos de alguém chamado Vincent que achou aquela miséria de carvalho branco (juro que esperei uma árvore linda e maravilhosa, igual a estufa que surgiu do nada em TVD).

 

Agora é preciso saber se Finn está ali para preencher tela. Capaz, hein (e ele tá lindão, alok)?

 

The Originals retorna no dia 1 de abril.
 

PS¹: Josh lançando shade no Marcel, muito rei mesmo.

 

PS²: E Elijah? Todo like a boss assumindo a liderança do Strix, mas fazendo o sacrifício pela mulher que ama ao matar todos da listinha. Não consigo com as provas de amor desse homem.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3