Menu:
03/mar

Não sabia para onde olhar enquanto este episódio transcorria. A rapidez e a singela confusão se deveram pela necessidade de afinar a trama rumo a mais um season finale (e já estou de luto sem ao menos ter visto a conclusão desta temporada, fatos reais). O foco é a Besta que agora é a Besta de Beacon Hills. Não havia outro propósito a não ser finalizar o que estava em aberto, resgatar antigos planos e lançar nas costas de alguém a ação necessária para engatar mais uma conclusão. No caso, algo, que só me fez lamentar por menino Mason.

 

Mason é um personagem daqueles que te pega aos poucos. Por vários episódios, desde a sua apresentação, achei que ele não duraria muito e/ou logo seria esquecido por ser apenas uma ponte para ajudar na introdução de Liam – que era, em tese, mais importante. Logo, esse jovem cativante reforçou o humor de Teen Wolf que pertencia unicamente ao Stiles e não teve como não se render. Por ter se tornado tão querido, doeu bastante vê-lo fugir e ser capturado tão desumanamente pelos Dread Doctors que só queriam aniquilar o adolescente para o homem que habitava a Besta ressurgir. Uma transição desenvolvida e concluída com sucesso.

 

Para que a Besta tomasse a trama para si, seria preciso dar fim ao dispensável. No caso, os Dread Doctors. Não sei bem o que dizer sobre isso porque os vilões me fisgaram desde que Jeff começou a falar deles antes da estreia desta temporada. Fiquei meio chateada por terem dado um fragmento da história do Cirurgião, e até mesmo um teaser do migo nazista, tão tarde e tão depressa.

 

Vale lembrar que essa storyline contou até com um livro e, desde o falatório de Valack, nada mais foi explorado sobre esses cientistas que criaram seu próprio mundo sobrenatural. Queria flashbacks para saber como o humano se tornou aquilo. Espero que explorem isso no finale, o que acho dificílimo, pois Sebastien é o cerne da S5B.

 

TW-5x19---Theo

Além do retorno e da queda dos Dread Doctors, Theo e seu bando flopado deram as caras e ri um bocado da manipulação/tiradas de Deucalion para cima deles. Gostei de ver o pestinha de Beacon Hills sentir receio enquanto não se desprendia do seu desejo de tomar o poder da Besta. O caráter desse personagem oscilou bastante em meio a tal confiança de estar perto do que almejava. Simplesmente porque ele perdeu o controle da situação. Captar um singelo medo nos seus olhos e desconforto de ser coordenado por um desconhecido foi precioso demais.

 

Os Dread Doctors também foram geniais ao jogarem umas verdades na face de Theo, especialmente sobre corromper o que é genuinamente bom para criar uma malvadez verdadeira. O vilão juvenil não foi quebrado porque é “naturalmente” ruim ao ponto de ter arrancado o coração da irmã para ser o que se tornou. Um contraste imenso quando pensamos em Mason, que foi quebrado no momento que soube do sobrenatural por meio de Liam, o que não o tornou um hater, mas um aliado.

 

Por ser puro de coração e por ter respeitado uma Beacon Hills sem filtro, combater a crueldade de Sebastien não deve ter sido fácil para Mason. Porém, vamos lembrar que a Besta adolescente comeu o próprio irmão gêmeo ainda na barriga da mãe. Momento WTF da semana!

 

Mesmo com as provocações, Theo não fugiu do seu propósito, mas a realidade foi completamente diferente. Vê-lo tremer um pouco diante dos Dread Doctors foi excelente por mostrar que o personagem não é tão pomposo quanto aparenta. O mesmo vale ao vê-lo passado diante da transformação da Besta que não era nada como Mason. Tratava-se do homem que duvido muito que conseguirá derrubar. O vilão juvenil tentou sair na frente, confiou em Deucalion sem indagar nada (uma surpresa), e só aguardo a queda desse cidadão.

 

A dúvida que fica é: se Theo se juntará ao Scott nessa batalha final. Por mais que o odeie, a escrita desse personagem foi envolvente e consistente desde o começo, principalmente nos 10 primeiros episódios em que seguraram maravilhosamente bem qual era a real dele. Uma surpresa porque não dava nada para o Cody, tendo em vista seu trabalho fraquíssimo em Pretty Little Liars. Ok que não deram oportunidade, mas o cidadão não sabia atuar ainda. Dou chance para poucos, mas investiria no lobito falsificado. Ele tem presença e é mais estratégico que McCall (mas daí me lembro que quero uma nova garota no bando. Tem garoto demais!).

 

Deucalion Who?

 

O episódio também marcou o que viria a ser uma nova ascensão de Deucalion, um aleatório que ficou sentado o tempo todo e que agora resolveu mostrar as garras para conquistar sua vingança infantil. Prevejo que esse cidadão empacará o rolê só para ter os olhos de Scott. Desde que faça isso no lado de Theo, tudo bem, já que brincou a todo instante com os desejos mais íntimos do vilão juvenil com relação à dor e ao poder.

 

Daí, o lembrete: a insinuação com as garras também não passou despercebida, o que me lembrou do relato de Deucalion para Hayden sobre o estrago caso Theo as dominasse. Para mim, esse velho lobito quer ver o lobito falsificado se dar muito mal.

 

Concluindo

 

TW-5x19---Argent

Quem iniciou a corrida para a reta final foi Chris e mal via a hora dele surgir no cerne da bagunça com Gerard. Pirei quando Sebastien reconhece a origem do seu atirador, o que alimentou minha energia em querer saber o quanto essa família será importante para o derradeiro finale. Pai e filho procuram a lança para derrotar a Besta e tenho medo de uma decepção enorme porque minhas expectativas estão além do céu chuvoso de São Paulo.

 

Somado a tudo isso, a trama trouxe uma pitada de buscar apoio em lugares inesperados. Corey me surpreendeu (de novo) ao se revelar um garoto do bem. Hayden continua maravilhosa mesmo não oficializada no bando de Scott. Kira emocionou ao querer encontrar o seu balanço para não dar brecha para a raposa. E, claro, Liam e Mason, os verdadeiros que muito me lembram Sciles vivendo as dificuldades da S1. Houve muitas cenas de impacto, como Parrish tanto no Nemeton quanto surgindo para confrontar a Besta, e muita decisão a ser tomada.

 

E ficamos com muito do que acontecerá na próxima Lua Cheia. A trama usou o tempo como melhor amigo para que todos os personagens se amarrassem na mesma trama. Malia continua isolada, mas não tiro os méritos do combate energético entre Desert Wolf e Braeden. O mesmo vale para Kira que saiu de cena, mas rendeu uma cena linda de bem editada ao pedir ajuda das Skinwalkers (e me pergunto qual será o preço). Até a trilha sonora combinou com esse momento da raposinha do bem ao ponto de deixar um último suspiro no ar.

 

Quero muito que as meninas arrasem no finale. Elas precisam.

 

PS¹: Stiles sempre sensacional pagando mico na hora da tensão.

 

PS²: Theo viu mesmo Mason como a Besta?

 

PS³: Mason realmente se foi?

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3