Menu:
14/maio

Como é bom quando você não tem mais expectativa, nenhuma mesmo, com relação a algo que um dia foi uma de suas paixões. The Vampire Diaries entregou um season finale até que mais decente em comparação ao arco S4-S6, mas apostou na única coisa que certamente ainda sabe brincar: as emoções e as fraquezas dos personagens. Porém, lá estava ela, a ausência de trama intrincada, a ausência de complexidade, a ausência de um vilão. Um combo que deixou este final de temporada bom, mas muito a desejar. Pelo menos, confirmaram de vez que, mesmo sem Elena, não conseguem mais sair da zona de conforto chamada romance e o que ganhamos é isso. Tentaram inovar e isso rolou, só porque Plec e Cia. copiaram o trabalho de outras emissoras.

 

O que se salva, somando os 22 episódios, é que se preocuparam em criar uma história para a 7ª temporada, que fluiu dentro da limitada criatividade de quem ainda produz essa série. Sem contar que merecem algumas estrelinhas por terem conseguido se virar sem Elena, porém, não desapegaram de uma moça que já não mais existe e que não precisa ser mencionada toda hora para servir de isca para Delena. E, outra, perderam a chance de fazer diferente com os personagens, inclusive com os Salvatore, mas tem que tirar romance de onde não tem. No fim, nada anula a falta de necessidade da CW brindar TVD com mais um ano. Já deu tudo o que tinha que dar.

 

Os picos emocionais seguraram este season finale, jogados sem dó em um episódio que nem contou com o apoio da Armory. Matt foi o personagem que magoou bastante por finalmente ouvir e aderir o óbvio: dar as costas para Mystic Falls. Torci para que Penny o levasse para o além porque, por mais que o ame, não aguento mais seu papel de aleatório. Enquanto isso, o desnecessário vive e Cami está lá no além injustamente.

 

Também acreditei que teríamos uma morte matada quando o coração de Enzo foi ameaçado em uma cena que suei de tensão. Um instante lindo que apostei como o ponto altíssimo do finale, mas a necessidade de manter o homem pelo romance o faz sobreviver a qualquer intempérie. Para que ter mulher empoderada em TVD, não é mesmo? Elena que o diga.

 

TVD-7x22---Caroline

 

Caroline ficou com a missão escolha e não foi surpresa ver Ric ser jogado para escanteio. Outra oportunidade perdida para fazer uma personagem evoluir. Ela deu mais mil passos para trás ao aceitar Stefan de volta na sua vida, apoiando mais a realidade já não mais omissa de que em TVD romance é melhor que conflito de qualidade. Por essas e outras que cansei dessa série.

 

Senti muito pelo professor. Não sabia que me encontrava em um nível de empatia com os esforços dele por Forbes e pelas gêmeas. Um clima gostosinho de Dallas, aniquilado por um Salvatore que, pelo menos, recobrou o juízo ao parar de brincar de ser Damon. Porém, lá estava ele, o fanservice que enfeitou mais um romance para casar com Bonenzo e Delena.

 

E as gêmeas tão gracinhas, né? Fiquei aliviada por elas não terem sido exploradas como deu a entender na sinopse. Se fosse mais que isso, teria panelaço.

 

De tudo, a conversinha entre os Salvatore foi a única coisa que de fato me deixou feliz, pois Stefan brincando de ser Damon soma com os piores momentos Defan desta temporada (que foram praticamente todos). Gostei e ri alto do “não quero ser igual a você”.

 

Cadê o conflito que estava aqui?

 

TVD-7x22---Denzo

 

Tirando as cenas de choro livre, houve a alternação entre Denzo e Defan, bem conduzida por sinal. Porém, o artifício tentou disfarçar a verdade de que não havia nada de peso para destrinchar e para finalizar mais uma temporada de TVD. Enrolaram e enrolaram. Cada parte do plano para salvar Bonnie levava 10 minutos para se pensar e se desenvolver, entremeado aos instantes de tristeza. Armory só estava ali de enfeite porque o objetivo deste episódio era fazer todo mundo ficar de bem e se beijar – e nesse quesito foram bem-sucedidos.

 

Quem era para ser a grande personagem do finale era a Armory, local que se tornou desimportante em segundos. As 4 estrelas que poderia dar a esse finale se tornou 2 devido a facilidade com que Damon encontrou e queimou o xamã – que estava em um lugar completamente diferente ao que foi visto pela primeira vez. Comodismos de trama.

 

Quis sumir quando o monstrinho sem rosto ganhou a voz da Elena. Não tem motivo para segurar a memória da personagem sendo que a ideia é todo mundo seguir em frente, não é mesmo? Ela só tem sido usada de isca para Delena e claramente não tem funcionado.

 

Tentaram brincar com Atividade Paranormal mais O Chamado, e o resultado não foi bonito. Damon não é um personagem multifacetado e lhe dar uma camada de maldade extra me pareceu tão forçada quanto Bonnie chorando para Enzo em uma das memórias do 7×21. Sem contar que o Salvatore perdeu grande parte das características malignas, o que me faz lamentar muito pela escolha do “vilão” da vez. Michael ainda tem chances de ser mais convincente porque seu personagem não fugiu tanto da cretinice, a não ser nos momentos com a mozona em que realmente amoleceu.

 

A reviravolta Denzo é outro indício de que os escritores já desistiram de criar um vilão de qualidade. Nada como inventar um espírito para ser parasita de alguém, viés que rolou com uma Bonnie que se tornou caçadora para nada.

 

Falando nela, confesso que gostei da maneira como o poder sensitivo de caçadora lhe deu percepção dos outros. Bonnie relutar a nova natureza fez completo sentido em comparação ao que aconteceu com Rayna que não tinha nada que perder suas características implacáveis por não ter relação com ninguém dali. Poderiam ter aproveitado mais da Leslie, tenho certeza que ela traria um finale mais decente, mas rolou a famigerada preguiça que também afeta o elenco feminino.

 

Concluindo para sempre

 

Fato é que o finale não se preocupou com a ação e só deu um tapinha na sujeira para dizer que aconteceu alguma coisa sendo que não aconteceu nada. TVD refrisou seu vício de escrita ao abrir mais janelas de romance e ao apostar em falsas mortes que deixaram de ser um combo que acarreta surpresa e expectativa. Foi um episódio cheio de iscas românticas (Steroline e Delena) na tentativa de abafar o fato de que a série não é mais criativa. Romance é de fato o que mantém esse universo respirando e nem o salto de 3 meses pós-eventos da Armory soou interessante. Damon como o vilão dos vilões dá tristeza, mas não tanto quanto Bonnie sem magia.

 

Se eu ainda estivesse apaixonada por TVD, diria que o finale foi decepcionante. Mas, como Plec e Cia. bem gostam, devolvo tudo com a mesma preguiça ao dizer que foi um término de 3 tags: fraco, raso, fanservice. Chegar perto de derrubar Matt e Enzo, com uma temperadinha Steroline e Delena, não disfarça a verdade de que nada desenvolveu. Claramente, não há mais esforço como nos velhos tempos.

 

Na peneiragem, essa temporada foi até que bacana. Só que sem vilão e conflito, não dá.

 

Adeus The Vampire Diaries

 

tumblr_lvcd0kamOc1qela8uo4_500

 

Como todos bem sabem, não farei mais as resenhas desta série. Cansei de procurar mais os defeitos que as qualidades. TVD já não é rica e atraente, e se tornou um esforço que não me dá mais prazer. O único argumento que me faria continuar é se a S8 for confirmada como a última, mas, caso contrário, esse mundo não pertence mais ao meu cronograma.

 

Agradeço e muito pelas pessoas que leram as resenhas até aqui, que conversaram comigo nos anos que se seguiram, que se tornaram meus amiguinhos. Agradeço também a quem me visita nas sombras, lê e sai sem dizer nada (por queeeee sou muito legal, ok?). Foram 5 anos de aprendizado (comecei as resenhas na S3) e sinto que cumpri minha missão com TVD. O que mais me deixa tranquila é saber que não estava errada em vários aspectos e que ainda há, ou havia, fãs que conseguiram enxergar o quão problemática essa série se tornou junto comigo.

 

Essa aventura foi elucidante em vários quesitos, mas deixou de ser uma fonte de aprendizado para se tornar aborrecimento com cara de obrigação. E quando chega no clima de obrigação é hora de parar (mas isso não quer dizer que não haverá piadas no Twitter).

 

Manterei The Originals porque, apesar do cavalinho de carvalho branco, lá ainda há personagens ricos e uma trama que suprime o quanto pode o tal fanservice.

 

Obrigada mesmo por essa jornada linda ao lado de The Vampire Diaries. Há um buraco agora para uma nova resenha, então, se tiverem sugestões, joguem aí nos comentários.

Stefs
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Stephanie

    Xaraaaaa! Q saudade! Me diga, o que o Kevin tava fazendo na Comic Con? Nunca fico sabendo das news rs nao me fala que ele resolveu voltar depois q ta tudo ferrado. Beijos!

    • Hey, Random Girl

      Xaraaaaa! Kevin vai voltar pra produção da temporada final. Chegou tarde, colega, pode voltar pra casa! hahahahahahaha

      • Stephanie

        Eita! Rsrsrs confesso q me emocionei um pouquinho com o video de despedida :( sao tanto anos ne… Vc vai continuar as resenhas?? De qualquer forma sempre entro aqui no site! Bjos

  • Autran Kevinlyn

    Nossa, Stefs, eu demorei a escrever porque eu precisava de tempo, reflexão, pois iria fazer textão. Por motivos de despedidas: a sua, da Dries e do Young :(
    Vai ter textão sim!
    Eu fiquei estupefato assistindo a finale do Brian. Porque simplesmente não parecia um fim, sim um episódio qualquer. Eu que sou um fã louco de TVD, não consegui ter todo aquele desejo de ver o último episódio. Confesso que o ep anterior foi mais empolgante sim. Tudo ficou fácil demais. Tínhamos um mitologia deveras interessante: Hereges e Rayna. Cada um com seus desdobramentos, mas os primeiros foram esquecidos a partir do 5° episódio e Rayna sofreu o processo de “enKaizamento”, sendo que a personagem e atriz era fantástica. “This Woman’s Work” é um dos melhores ep da temporada, mas a facildade,está estragando o show há ano a fio. Do que adianta criar uma mitologia intricada para no fim destruí-la com um isqueiro?
    Se eu enumerar, para mim, as melhores season finale foram as seguintes:

    6° Gods and Monsters
    5°As I Lay Dying
    4°Home
    3°Founder’s Day
    2°I’m Thinking of You All The While
    1° The Departed e Graduation (ESSAS DUAS SÃO MTO FODAS!)

    Ou seja, tivemos a mais díspare finale do show, não diria pior, pois a da segunda me conflita muito negativamente, por ser o maior anticlímax da série.

    Pelo menos, tivemos uma finale com fechamento de ciclo. A “ação” que houve foi apenas para mascarar uma finale baseado em diálogos e DR’s. Essa mania da série em iniciar plots e não terminá-los fragiliza as storyline e satura o público mais consciente, pq o fandom só quer saber de shipp msm e não de boas histórias. Apesar disso tivemos bons momentos ao longo da sétima temporada, assim como perdas irreparáveis. Lily Salvatore foi uma grande personagem e a Annie foi magnifíca. O conflito de mulher dona de si mas que sofria aqueles abusos poderia ter rendido histórias incríveis, e seu pequeno flerte com Enzo foi algo agradável de ser ver. Outro elogio que eu devo tecer para séries, pq por mais que surjam storylines loucas, frageis e manipuláveis, o bom texto ainda está ali. Diálogos inteligentes, maduros em sua maioria, relações interpessoais que são embasadas por um bom texto, e disso não há um que tire o mérito dos escritores. Um exemplo disso, só para ratificar: O diálogo da Lily e do Damon pela posse do caixão de Elena; A despedida da Florence no corpo da Jo; A reconciliação de Stefan e Lily na festa de Mary Louise e Nora; A carta de Damon para Elena e a história sobre o Bourbon; Os flashback’s dos passados conturbados de Lily e Valerie; A despedida de Bonnie e Stefan antes de Damon dissecar-se; Os diálogos defan do 7×17; Os diálogos Bamon do 7×21; A cena de Matt na finale.
    TVD não pode ter uma firme storyline, mas em contrapartida podemos tirar bons diálogos e cenas memoráveis.

    Por incrível que seja eu não esperei nada do final, mas também não me decepcionei. TVD entregou o que se propôs. Os pontos positivos, para mim, foram a mitologia do Arsenal, a introdução da gêmes fofas, a saída do Matt pq ele merece ser feliz, a aparente estabilidade da relação Bonenzo, e o texto do roteiro. Era saída do Brian, ele vai partir. Junto da Dries, ele é um dos meus roteiristas preferidos. Ele consegue dar sensatez ao Damon! O Young vai fundo na ferida de tvd, mexe, bagunça. As dr’s do Young são as melhores. E por mais que ele tenha reconciliado Steroline, ele foi muito inteligente ao mostrar que Caroline não estava tão ruim sem o Salvatore. As cenas de despedidas Defan, entre Matt e “Penny” foram muito bem realizadas, bem como as de ação. Não vou enumerar mais o que foi ruim ou o que não deu certo. Mas TVD fez parte da minha infância e já nostálgico. Boa sorte a Dries, ao Young e até a Rebecca que vai sair. Eu sei que tvd vai falhar em suas storylines, mas ainda acertará nas mensagens que elas querem passar através de bons diálogos.

    Até mais, Stefs! Obrigado por ficar conosco em Mystic Falls.
    Estou escrevendo isso em lágrimas, kkk
    Pela Melinda como showrunner eu voto sim!
    #NãoteveBirdynaFinale

    • Hey, Random Girl

      Moçoooooooooooooooooooooooooo! Demorei, mas estou aqui para responder seu comentário choroso. Me dei a liberdade de tirar uma folguinha, mas cê sabe que a resposta aqui sempre é garantida hahahaahahahah.

      Pra você ter ideia, essa temporada de TVD foi basicamente um teste pra ver o quanto ainda valia a pena. Confesso que tive muitas expectativas com esse novo arco da série, que não deixou de ser zerado por causa da ausência de Elena, mas minha fé nesse universo rendeu uma decepção fatal. Cê sabe o quanto gosto da mão da Dries e do Young, e, honestamente, pensei mesmo que a saída de um problema seria um alívio, o fim da amarração de satisfazer uma parte da plateia. Só que daí tinha a outra fatia da plateia (Steroline) e só vi os mesmos vícios.

      Não faço ideia do que rolou pra galera pedir demissão, mas, independente do que for, dou meu apoio porque TVD deixou de ser trabalho criativo pra ser maçante e 100% insustentável. Literalmente virou um fica quem quer. Só Plec “tá feliz” porque ela se faz de cega.

      A série foi basicamente zerada e podiam sim ter sido mais inteligentes em elevar e, quem sabe, resgatar uma série que entrou em um ano que não dependeria de um romance para se sustentar. Tinha os irmãos, como Originals, mas a S7 de TVD só provou que os envolvidos não conseguiram abrir mão do que fundamentaram como prioridade lá na S4. Uma vez série teen com romance, para sempre série teen com romance. Parece que ninguém ali cresceu desde que Elena virou vampira. Todo mundo na nave.

      Heretics e Rayna podiam ter rendido DEMAIS, mas rolou a clara preguiça de desenvolver a mitologia desses personagens que milagrosamente foi inserida até que muito bem. Ngm precisava de Defan e suas DRs; Caroline podia muito bem seguir com a vida dela sem Stefan; Bonnie poderia ter brilhado demais considerando uma satisfatória S6; Até o próprio Damon teve todas as chances de evoluir e o estagnaram à memória de uma personagem que deixou de existir. Em resumo, tentaram escrever, não tiro os méritos, mas não foram criativos. Continuam amarrados ao que acreditam que consagrou TVD e NÃO. Mitologia que consagrou esse negócio.

      E pra uma série que costumava ser criativa, de forçar surpresas inesperadas, o finale foi muito a desejar. Mas é o que você falou: entregaram uma temporada nos parâmetros. Começou bem, se perdeu no meio, e já não sabiam mais o que fazer – e continuaram a alimentar o que não precisava como Steroline, Elena no caixão, tipo, WTF?. Damon e Enzo como grandes vilões? Really?

      Por outro lado, sempre acertaram em matar alguém, fazer os flashbacks, mas nada adianta sem trama complexa e um vilão de qualidade. Essa season só mostrou o óbvio: não tem mais o que inventar aí e, quando inventam, se estabanam.

      Mas não nego que prefiro essa temporada a S6. Sem sombra de dúvidas. Não tiro o crédito de que realmente tentaram, mas não conseguiram arrancar o que é problemático em TVD desde que Kevin saiu: não tem mitologia, mas tem fanservice. Não tem mesmo como respeitar mais. Já é testar a dignidade – que já tá pouca – que resta.

      Nem sei o que pensar da S8. Torço pra que seja a última. Considerando que TO foi pro meio do ano que vem, quero acreditar nessa hipótese – mas CW quer vida longa, então, desejo sorte a quem fica hahahaahahahahahaha

      E não me deixe porque tem resenha de TO hahahaahahah

      Beijoss seu lindo! <3

    • Hey, Random Girl

      MELINDA SHOWRUNNER SIM! HAHAHAHAHAHAHAHHA

  • rayanne

    A série morrendo e a JP ainda tem tempo pra trazer Delena? Afff… hahahahahaha olha o nível da criatividade! Gente, por que apostar num ship em que a metade do mesmo está ‘morta’ e não pretende voltar? Socorrrooo!

    Não sei nem o que dizer mais desta série. Lembro de quando abandonei TVD no 4×05 e avisei aos meus amigos que só iria ladeira abaixo, alguns episódios depois a profecia tinha se cumprido. Mesmo não assistindo mais os epis, fico muito triste com o rumo que esta série tomou.

    Mas nem tudo é velório! Vi no twitter que a audiência do finale de TVD foi baixíssima, que a de TO está indo no mesmo embalo e que a outra série da JP na CW foi cancelada…hahahahaha Plec colhendo os frutos. O pior foi ela jogar a culpa da escrita ruim na gravidez da Candice hahahaha coitada!

    Que bom que você também se libertará de TVD. Faça como muitos ao redor do globo e venha para o lado da luz. “É hora de dar tchau, é hora de dar tchau, é hora de dar tchau” ♪ ♫ ♪ ♫

    • Hey, Random Girl

      JP ainda bota fé no seu amor pelo Ian. Dei risada quando os últimos episódios de TVD bateram os recordes de baixa audiência. Tenso que, mesmo assim, não cancelam. O presidente da CW acha que essa série tem o mesmo charme que Supernatural para durar mais. Vá rever alguns conceitos, migo!

      E cê viu que TO foi adiada, né? Do jeito que Plec é incorrigível, deve estar roendo as unhas de raiva porque nada seu vingou da fall até aqui. E acho bem-feito. Vai lá dar protagonismo pra homem, vender relacionamento abusivo e objetificar a protagonista.

      Dá até um alívio no coração em abandonar as resenhas. Nem sei se terei estômago pra acompanhar a S8 – a não ser que seja pra rir hahahahah

      Beijossss! ♥

  • Stephanie

    Suas resenhas são a melhor coisa! Sempre concordo com vc, e é triste ver que a série que gostava tanto se tornou isso. Estou com muita preguiça de continuar assistindo mas acho que farei isso se for a última. Parabéns pelo trabalho! Um beijo!

    • Hey, Random Girl

      Xaráaaaaaaaaaaaa! Tudo bem? Muito, muito obrigada pelos elogios e por sempre acompanhar as resenhas de TVD. A série encontrou seu auge da preguiça na S7 e ainda torço para que a S8 seja a última. Não merecemos passar mais por essa tortura :(

      Se você ainda assiste The Originals, as resenhas continuarão <3333

      Beijos, sua linda!

    • Hey, Random Girl

      Xaráaaaaa! Tudo bem? Muito, muito obrigada pelos elogios e por
      sempre acompanhar as resenhas de TVD. A série encontrou seu auge da
      preguiça na S7 e ainda torço para que a S8 seja a última. Não merecemos
      passar mais por essa tortura :(

      Se você ainda assiste The Originals, as resenhas continuarão <3333

      Beijos, sua linda!