Menu:
14/set

Apesar de ainda ser considerado umas das premiações mais tendenciosas e sem grandes surpresas de todas, o perfil dos indicados do Primetime Emmy Awards tem mudado um pouco a cada edição. Principalmente quando começou a destacar séries de canais streaming e produções mais representativas e inclusivas, como TransparentBlack-Ish nas categorias comédia.

 

Diferente do Globo de Ouro, no qual a imprensa internacional indica e vota em seus favoritos da temporada anterior, o Emmy é orquestrado pela Academia de Televisão, Artes e Ciência norte-americana. Seus votantes são membros cadastrados, desde atores até profissionais técnicos envolvidos nas produções televisivas.

 

Considerando que a 68ª edição do prêmio será transmitida no próximo domingo, dia 18, resolvi, mesmo que resumidamente, opinar a respeito de minha categoria favorita: DRAMA.

 

Além de assistir mais séries deste gênero, não faria muito sentido falar sobre as categorias comédia e filmes/minisséries para TV neste post. Afinal, assisto, no momento, apenas três ou quatro das produções indicadas. Sendo assim, segue abaixo minha opinião a respeito dos indicados e quem já considero os reais vencedores deste ano:

 

Melhor Atriz Coadjuvante

 

Maisie Williams

 

Maura Tierney–“The Affair”

Maggie Smith–“Downton Abbey”

Lena Headey–“Game of Thrones”

Emilia Clarke–“Game of Thrones”

Maisie Williams–“Game of Thrones”

Constance Zimmer–“UnReal”

 

Temos três poderosas e ardilosas mulheres de Westeros; uma impiedosa e manipuladora diretora executiva de um reality show de relacionamentos; uma mulher traída, que apesar de não assistir sua série, sei que és muito mais do que isso; por fim, mas não menos importante, a matriarca da família quase real mais apaixonante da TV.

 

Aqui, Zimmer pode ser vista como a grande surpresa, a zebra da vez, principalmente devido à pequena circulação da série. Sem sombra de dúvida, é minha favorita este ano, pois o que ela faz na temporada de estreia é literalmente UnREAL.

 

Logo em seguida, pra mim chega a pequena grande Williams, que caiu e se reergueu, sendo sem sombras de dúvida a personagem que foi mais desafiada em comparação às personagens do 6º ano de Game of Thrones. Mas, ah!, como não vangloriar a avassaladora carta na manga de Cersei com seu Fogo Vivo?

 

Melhor Ator Coadjuvante

 

Jon Voight

 

Jonathan Banks–“Better Call Saul”

Ben Mendelsohn–“Bloodline”

Peter Dinklage–“Game of Thrones”

Kit Harington–“Game of Thrones”

Michael Kelly–“House of Cards”

Jon Voight–“Ray Donovan”

 

Aqui nessa categoria, quem não sabe de nada sou eu e olha que assisto a maioria das séries destes indicados. Porém, acredito que são aqueles que não assisto que terão grandes chances este ano. Confesso que sinto falta de ouvir o nome do Aaron Paul (Breaking Bad) ser chamado ao palco, sendo ele o recordista nesta categoria com três estatuetas. Os tempos de metanfetamina ficaram pra trás e quem sabe seja a vez de um pequeno gigante igualar esse marco.

 

Dinklage levou ano passado e na temporada de estreia de Game of Thrones. Apesar da S6 ter sido um ano inferior para seu personagem em comparação aos primeiros, Tyrion ainda pode lhe garantir seu terceiro prêmio. Apesar da torcida, acredito que Voight apresente maiores chances por seu papel em Ray Donovan.

 

Melhor Atriz

 

Viola Davis

 

Claire Danes — “Homeland”

Viola Davis — “How to Get Away With Murder”

Taraji P. Henson — “Empire”

Tatiana Maslany — “Orphan Black”

Keri Russell — “The Americans”

Robin Wright — “House of Cards”

 

Acredito piamente que a televisão ainda consegue representar um pouco mais a diversidade e a complexidade feminina que o cinema. Sim, muito mudou nos últimos anos, mas quando olho para as indicadas nessa categoria somente uma afirmação vem a minha cabeça: eu acredito nessas personagens e no que elas representam.

 

Ah, que categoria maravilhosa! E, ainda assim, alguns nomes ficaram de fora para minha imensa e profunda tristeza. Sim, se pensaste em Eva Green e Caitriona Balfe, você está comigo nessa. Assisto todas as séries dessas incríveis mulheres e poderia nomear “n” outras, mas ninguém se doou e mostrou tantas nuances como Vanessa Ives em Penny Dreadful e Claire Fraser em Outlander.

 

Isso não desmerece o talento dessas seis. Com destaque para a espetacular Davis, rainha vencedora no ano passado e, claro, a xodozinha da internet e de todos do Clone Club, Maslany, que merece pelo menos sete estatuetas caso finalmente leve este ano. Sendo assim, meu coração fica repartido entre essas duas lindas.

 

Melhor Ator

 

Rami Malek

 

Kyle Chandler–“Bloodline”

Rami Malek–“Mr Robot”

Bob Odenkirk–“Better Call Saul”

Liev Schreiber–“Ray Donovan”

Kevin Spacey–“House of Cards”

Matthew Rhys–“The Americans”

 

Outra categoria monstruosa e com atuações impressionantes, cujas inclusões este ano me fizeram vibrar. Porém, antes de dar o devido crédito a estes seis incríveis homens, precisamos endereçar o grande elefante escocês no salão. Aqueles familiarizados com Outlander, sabem que, para além da sensualidade pra lá de gráfica da 1ª temporada, a série consegue, por meio de seus dois protagonistas, entregar uma das mais incríveis histórias de amor, guerra e perdas da televisão atual.

 

Por dois anos consecutivos, Sam Heughan é a grande falta nessa categoria. Como puderam ignorar a ferocidade e a vulnerabilidade na qual esse ator precisou entregar, por vezes numa mesma cena, durante toda a fase final da 1ª temporada e início da 2ª?

 

Agora, voltando aos indicados propriamente, ver o nome de Rhys presente por seu excelente trabalho em The Americans é um imenso avanço para a série, esta sempre ovacionada pela crítica e pela sucinta audiência. Apesar de ser meu xodó desde Brothers & Sisters, é inimaginável que alguém conseguirá tirar o prêmio das mãos de Rami Malek, até então desconhecido e que teve sua vida revirada com a revolução insana chamada Mr. Robot.

 

Com o Globo de Ouro nas mãos, será que o transtornado hacker levará mais uma esse ano?

 

Melhor Série Drama

 

Game of Thrones

 

“The Americans”

“Better Call Saul”

“Downton Abbey”

“Game of Thrones”

“Homeland”

“Mr. Robot“

 

#OutlanderFoiRoubado

 

George R.R. Martin pode ser o maior fanfarrão enrolador do mundo. Afinal, fazem trezentos anos que ele está escrevendo o sexto livro da saga de Game of Thrones. Tirando isso, o senhor foi preciso ao dizer que roubaram Outlander no Emmy deste ano e estendo até no ano passado.

 

Injustiças à parte, eis que este ano não contamos com a presença de The Good Wife e Orange Is The New Black. Ambas abriram espaço para as aclamadas The Americans e Mr. Robot, merecidamente ovacionadas pela crítica e pelo público, mesmo que numa proporção menor comparada a alguns dos candidatos.

 

Game of Thrones espantou a zica ano passado, levando o maior prêmio da noite. Com a qualidade impecável da 6ª temporada, ela apresenta grandes chances de levar novamente. Apesar de saber da maestria da maior produção da televisão atual, meu sentimental coração torce para a temporada de despedida da família Crawley em Downton Abbey.

 

E se formos pra contar com um elemento surpresa, acredito que ninguém ficará triste, ou até mesmo surpreso eu diria, se Mr. Robot erguer uma placa do F@&%£ Society, abocanhando a estatueta.

 

Conforme expliquei, não faria muito sentido eu dedilhar opiniões nas demais categorias, sendo que acompanhei ou assisti quase nada de suas produções. Sendo assim, acompanhe aqui a lista completa dos indicados deste ano.

 

Apesar de arriscar meus palpites numa única categoria, quero saber também qual sua opinião a respeito da edição deste ano e, naturalmente, sinta-se à vontade para comentar a respeito das comédias e até mesmo das minisséries e filmes para TV.

 

Bora preparar o tapete vermelho e começar a torcer para nossas favoritas e favoritos!!

Mari
Postado por:       

       
Aproveite para ler também
Escreva seu comentário antes de ir <3
  • Isis Renata

    obaaaa, tem premiação domingo ♥
    a categoria de atrizes é para chorar sangue mesmo ein? não pode todas ganhar rs (ou pelo menos, as nossas favoritas)
    adorei o post! depois a gente surta juntas o/
    :*