Menu:


Arquivo da categoria: '' Arquivo por Autor
26/fev
Novembro de 2016 marcou meu retorno ao Brasil após dois anos e dois meses longe de casa. Mesmo que por apenas vinte dias, tive a oportunidade de rever e viver intensamente junto àqueles que amo. Dentre estes momentos, um bem especial me marcou e esse belíssimo filme aqui em...
Mari
Postado por:       

       
27/set
Semana passada, ao sair da sala de cinema, me vi imersa a um misto de sentimentos e de memórias. Como uma boa canceriana nostálgica, recordei o relato dos meus pais sobre a primeira vez que assisti a um filme no cinema, com apenas quatro anos de idade.   O...
Mari
Postado por:       

       
14/set
Apesar de ainda ser considerado umas das premiações mais tendenciosas e sem grandes surpresas de todas, o perfil dos indicados do Primetime Emmy Awards tem mudado um pouco a cada edição. Principalmente quando começou a destacar séries de canais streaming e produções mais representativas e inclusivas, como Transparent e Black-Ish...
Mari
Postado por:       

       
26/ago
Desde pequena, quando comecei a assistir Anos Incríveis com minha mãe, senti que ali nascia uma seriadora com predisposição para dramas, principalmente familiares. Bom, em linhas gerais, a Maricota aqui cresceria e amaria cada vez mais um bom e remelento drama.   E foi quando resolvi expandir um pouco...
Mari
Postado por:       

       
08/ago
Let love light your way Forever always with me stay I’ll live while I’m alive Forever always with me stay With me stay   Vivo a quase dois anos em Dublin e uma das razões que me trouxe aqui foi minha banda favorita, o The Corrs. Sempre fui uma...
Mari
Postado por:       

       
24/jun
Quando entramos no cinema, independente do gênero que iremos assistir, embarcamos numa jornada. Mesmo que busquemos respostas a todo instante, o grande fascínio é a forma na qual as peças se encaixam com seu protagonista, seja ele comum ou inusitado. Esse é o caso de Midnight Special.   The...
Mari
Postado por:       

       
24/maio
  Being different isn’t always bad. Take a walk in Luna’s shoes and celebrate who you are!   Me deparei com essa afirmação num post de um pottersite na minha timeline do Facebook e confesso que esta resenha não poderia começar com melhores palavras.   Minha jornada em Dublin...
Mari
Postado por:       

       
12