Menu:
24/jan
Em uma linda manhã, a primeira coisa que pensei foi em gratidão. Vi-me inundada por esse sentimento, como se tivesse dormido com um sorriso na cara depois de perceber que nadava em uma piscina de chocolate. Essa é uma palavra que tem perpetuado meus amanheceres ultimamente e que tem mobilizado sensações...
Stefs
Postado por:       

       
22/jan
Ora, ora, ora, mas vejam só a coluna que retorna hoje? Confesso que percebi a saudade conforme escrevia este post. Meramente porque acreditei que essa ideia havia morrido. O que não é o caso!   Muito que bem. O que eu tenho a dizer sobre a escrita depois de...
Stefs
Postado por:       

       
20/jan
The Bold Type entrou no meu radar completamente por acaso. Era semana de series finale de Pretty Little Liars, salvo engano, quando a conta da Freeform deu um RT nessa série. Depois de uma zapeada no feed, me perguntei: onde estava este tempo todo que não me deparei antes com...
Stefs
Postado por:       

       
20/jan
Chicago Fire entregou mais um capítulo a desejar. Decepcionada, mas não surpresa. Assim como na semana passada, tudo foi sobre Bria, mas quem é Bria? Quais motivos para a jovem ganhar tanta atenção? O que tem em sua vivência na rua? O que ela faz fora da lupa do...
Stefs
Postado por:       

       
19/jan
De quando em quando, nos deparamos com pessoas que viveram além de seu tempo. Tais pessoas desafiaram a gravidade. Quebraram barreiras. Exploraram realidades e previram eventos que, hoje, se tornam cada vez mais reais. Nada coincidentemente, existem três autoras que se encaixam nesse perfil.   Suas vozes ecoam dentro...
Mari
Postado por:       

       
16/jan
Hoje trago para vocês o retorno da minha coluninha mais pessoal e que batizei de Pessoalidades. O clima do Random Girl é de sair da órbita e tracejar caminho rumo à evolução. Uma ideia que tem rendido várias experiências, como vocês podem ler abaixo sobre meu início de amadurecimento...
Stefs
Postado por:       

       
13/jan
Este episódio de Chicago Fire conseguiu ser um pouco Chicago Fire. Apesar dos adendos de sempre, a centralização do trabalho de paramédicos, graças à storyline de Bria, resgatou o típico drama entre um personagem e um caso. Viés que estava completamente inexistente nesta série – e na franquia em...
Stefs
Postado por: