Menu:


Arquivo da categoria: 'RReviews' Arquivo da tag 'RReviews'
13/jan
Este episódio de Chicago Fire conseguiu ser um pouco Chicago Fire. Apesar dos adendos de sempre, a centralização do trabalho de paramédicos, graças à storyline de Bria, resgatou o típico drama entre um personagem e um caso. Viés que estava completamente inexistente nesta série – e na franquia em...
Stefs
Postado por:       

       
10/jan
Antes tarde do que nunca, eis o texto sobre o especial de Natal de Doctor Who e que especial de Natal não é? Sempre quando rola a pausa da série, rumo ao final do ano, vem aquela sensação de que se passaram 84 anos de um ínterim de tempo...
Stefs
Postado por:       

       
06/jan
Parece que o hiatus de Chicago Fire durou uma eternidade. Nem eu mesma acreditei que a série retornaria sem dar tempo da virada do ano esfriar e cá estamos. E que situação, hein? Não que eu estivesse muito empolgada, algo que realmente não estava visto a conclusão do 6×06....
Stefs
Postado por:       

       
02/dez
Pensei seriamente se deveria escrever este texto por motivos de Jason Beghe. Acabei por acatar tal decisão, depois de brigar muito com meus neurônios, e cheguei à conclusão de que não farei mais as resenhas de Chicago P.D.. Depois do que caiu na mídia e de experienciar a trama...
Stefs
Postado por:       

       
18/nov
Nossa, nem acredito que, depois de 6 episódios, entregaram um em que não tenho muito do que reclamar. Até arrisco a dizer que foi o melhor até aqui, honrando o argumento de que focar em Jay Halstead sempre foi um dos babados certos de Chicago P.D.. Este compete um...
Stefs
Postado por:       

       
11/nov
Depois do adiamento, Chicago P.D. retornou e, finalmente, deu uma chance à Upton. Uma chance muito aquém do esperado, se me permitem dizer, pois a personagem acabou sendo ofuscada por outros assuntos que escalaram um em cima do outro. Além disso, pela nova tentativa de criar atrito entre comunidade...
Stefs
Postado por:       

       
04/nov
Para um fall finale, Chicago Fire entregou um episódio mais ou menos. A parte do mais foi representada por Kidd, centralizada para darem fim em Hope. A parte do menos caiu no colo da milésima repetição do trope de matar ou de colocar em risco algum parente dos personagens...
Stefs
Postado por:       

       
123... 99»